Webinar sobre a “Amazônia Azul” destaca o mar como via de crescimento para o País

20/11/2020

Webinar coordenado pela DGN

 
Nos dias 16 e 17 de novembro, como parte das comemorações do Dia Nacional da Amazônia Azul, a Diretoria-Geral de Navegação (DGN) coordenou o Webinar: “Amazônia Azul na Década dos Oceanos: Desafios e Perspectivas”, em colaboração com a Diretoria de Portos e Costas, a Secretaria da Comissão Interministerial para Recursos do Mar e o Instituto Ecológico Aqualung. O evento reuniu centenas de expectadores que puderam conhecer um pouco mais sobre as potencialidades do mar brasileiro segundo as vertentes da soberania, científica, ambiental e econômica.
 
Com abertura do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, e encerramento do Diretor-Geral de Navegação, Almirante de Esquadra Marcelo Francisco Campos, o evento foi uma oportunidade de conhecer melhor o potencial marítimo brasileiro, por meio de riquezas tangíveis e intangíveis, não esquecendo as ameaças que podem se avizinhar e de como a Marinha está pronta para defender o “território azul”. Tendo como pano de fundo a Década dos Oceanos (instituída pela Organização das Nações Unidas como o período compreendido de 2021 a 2030), o evento mostrou a necessidade de todos os setores relacionados ao mar unirem-se para reverter o ciclo de declínio na saúde do oceano e criarem melhores condições para a concretização do desenvolvimento sustentável. A Década é um processo inclusivo, participativo e global, que respeita as realidades locais para a construção de um futuro sustentável.
 
Na oportunidade, militares, cientistas e acadêmicos classificaram como determinantes ações que busquem a valorização do oceano como via de crescimento para o País. Apoiando também as comemorações do Dia da Amazônia Azul, a Arquidiocese do Rio de Janeiro revestiu o Cristo Redentor, maior símbolo do País e uma das sete maravilhas do mundo moderno, com o azul da cor do mar. Mais do que nunca, a questão da importância da sedimentação da mentalidade marítima no imaginário da sociedade brasileira veio à tona, trazendo consigo a necessidade de divulgar a relevância do Poder Marítimo para o futuro do País.