Tradicional desfile da Independência no Rio de Janeiro

12/09/2017
 
O Comandante do Desfile General Sinott pede permissão ao Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Fernandes, para iniciar a cerimônia
 
O desfile cívico-militar de 7 de setembro, em homenagem aos 195 anos da Independência do Brasil, no Rio de Janeiro, o mais tradicional do País, iniciou após o Comandante do Desfile, General de Divisão Mauro Sinott Lopes, pedir autorização ao Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Sergio Roberto Fernandes dos Santos, autoridade militar mais antiga presente na tribuna, para dar início ao desfile. A solenidade foi realizada na Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio de Janeiro, celebrada desde o Primeiro Reinado pela sociedade brasileira.
 
Estima-se que cerca de 5 mil pessoas prestigiaram o evento, que contou também com as presenças do Diretor-Geral de Navegação, Almirante de Esquadra Paulo Cezar de Quadros Küster, Diretor-Geral do Material da Marinha, Almirante de Esquadra Luiz Henrique Caroli, Diretor-Geral do Pessoal Da Marinha, Almirante de Esquadra Celso Luiz Nazareth, Comandante do 1º Distrito Naval, Vice-Almirante Cláudio Portugal de Viveiros, Prefeito do Rio Marcelo Bezerra Crivella, Deputado Federal Jair Messias Bolsonaro, além de autoridades do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira.
 
Na avenida, desfilaram cerca de 4 mil componentes, sendo 3 mil militares dos quais 1.020 da Marinha, que apresentou o pioneirismo na admissão de mulheres nas Forças Armadas, a importância das Escolas na formação dos Oficiais que vão servir nos navios que irão proteger a nossa Amazônia Azul e trabalharão na Marinha Mercante, além de mostrar aos cariocas as viaturas blindadas empregadas em Missão de Paz das Nações Unidas.
 
Nessa apresentação, o Grupamento da Marinha foi comandando pelo Contra-Almirante Fuzileiro Naval Jonatas Magalhães Porto, sendo formado pela Companhia de Polícia do Batalhão Naval, pelo Destacamento Feminino, Banda de Música, Regimento de Marinheiros, Unidade Anfíbia e Destacamento Motomecanizado. O Grupamento Escolar foi composto por Aspirantes da Escola Naval, a mais antiga Instituição de ensino de nível superior do Brasil, e por alunos do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), instituição que forma os Oficiais da Marinha Mercante.
 
Um dos destaques do evento foi o desfile das viaturas históricas dos ex-combatentes. O ex-combatente da Segunda Guerra Mundial foi o Tenente Reformado da Marinha do Brasil Melchisedech Afonso de Carvalho, de 89 anos, que desfilou em continência às autoridades presentes na cerimônia.
 
A Marinha foi a pioneira entre as Forças Armadas em receber Oficiais do corpo feminino em suas fileiras copy
A Marinha foi a pioneira entre as Forças Armadas em receber Oficiais do corpo feminino em suas fileiras
 
Cerca de 1
Cerca de 1.020 militares da Marinha desfilaram para um público de 5 mil pessoas na Avenida Presidente Vargas
 
Blindados utilizados pela Marinha em Missão de Paz das Nações Unidas participaram do desfile no Rio de Janeiro copy
Blindados utilizados pela Marinha em Missão de Paz das Nações Unidas participaram do desfile no Rio de Janeiro