Porta-Helicópteros Multipropósito “Atlântico” tem representante feminina em sua tripulação

11/07/2018

 

 
 
O Porta-Helicópteros Multipropósito (PHM) “Atlântico”, novo navio capitânia da Marinha, tem em sua tripulação uma representante feminina. A Marinha do Brasil foi a primeira Força a inserir a mulher em suas fileiras com a criação do Quadro Auxiliar em 1980. A chefe do Departamento de Medicina do Atlântico, a Capitão de Corveta (CD) Marcia Freitas, é mais um exemplo da inserção da mulher na Marinha Brasileira.
 
Capitão de Corveta Marcia Freitas integra tripulação do PHM  "Atlântico"
 
Ela é a única mulher da tripulação e exerce uma função de alta confiança. “Não é um lugar fácil, principalmente quando você é única mulher. Mas eu me sinto muito a vontade a bordo. Em nenhum momento me sinto discriminada ou algo parecido, pelo contrário, tudo que eu posso fazer, sempre que posso ajudar as pessoas, eu faço”, destacou.
 
A Marinha do Brasil dedicou o dia 7 de julho, especialmente, para comemorar o dia da incorporação da mulher na Força. “Estar participando dessa tripulação como única mulher é muito importante e enriquecedor para mim”, ressaltou a Comandante Marcia Freitas.