Navio de Pesquisa Hidroceanográfico "Vital de Oliveira" estuda fenômeno atmosférico no Atlântico Sul

06/12/2018
 
Militares do navio realizam lançamento de
radiossondas atmosféricas
 
O Navio de Pesquisa Hidroceanográfico “Vital de Oliveira”, em conjunto com pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), tem realizado, desde 16 de outubro, pela primeira vez, análise de processos dinâmicos e termodinâmicos em médias latitudes, no intuito de estudar o fenômeno atmosférico conhecido como Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), responsável pela ocorrência de altos índices pluviométricos nas regiões afetadas.
 
A ZCAS pode ser caracterizada por uma acentuada região de concentração de vapor d’água e pela persistência de uma banda de nebulosidade, com orientação noroeste-sudeste (NW-SE), que se estende desde o centro-sul da Amazônia, regiões Centro-Oeste e Sudeste, centro-sul da Bahia, norte do estado do Paraná e alongando-se em direção ao Oceano Atlântico Sul.
 
Essa primeira tentativa de monitorar a ZCAS deve ter sua frequência temporal de aquisição de dados aumentada ao longo dos próximos anos, visando a melhor compreensão da física envolvida nos processos de interação oceano-atmosfera que ocorrem nesta região.
 
Os dados são coletados por meio de lançamentos simultâneos de radiossondas atmosféricas, batitermógrafos e perfiladores de condutividade e temperatura.  Eles devem contribuir para a melhoria das simulações e previsões de tempo e clima, auxiliando na redução de danos, como enchentes, deslizamentos de encostas, granizo, alagamentos, queda no fornecimento de energia, descargas elétricas e interrupção de ruas e estradas.