Marinha do Brasil promove “Um Dia de Fuzileiro Naval e Marinheiro” para pessoas com deficiência

15/05/2019

 

 
 “Um Dia de Fuzileiro Naval e Marinheiro” está na 5ª edição e faz parte do calendário oficial de aniversário do CFN
 
O Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) abriu as portas, no dia 11 de maio, para crianças e adultos com deficiência vivenciarem “Um Dia de Fuzileiro Naval e Marinheiro”. O evento, que já está em sua 5ª edição e faz parte do calendário oficial de aniversário do CFN, aconteceu no Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC), na Ilha do Governador–RJ.
 
Promovido pela Marinha do Brasil, em parceria com o Instituto Nacional de Surdos, o Projeto “Special Sports Kids” e os grupos Mundo Azul e Compartilha, o evento contou com a participação de cerca de 700 pessoas, sendo 250 crianças, jovens e adultos com deficiência. Na ocasião, pais e filhos se divertiram em atividades como oficinas de camuflagem e instrumentos musicais, passeio em viaturas militares, demonstração de cães militares, esportes, pintura, entre outras.
 
A Banda Marcial do CFN, o Pelotão de Ordem Unida Silenciosa e o Fuzibossa realizaram apresentações especiais para os participantes, que também receberam brindes, na ocasião. O público também visitou mostruários para conhecer instrumentos utilizados na Marinha e até mesmo entrar em viaturas blindadas e helicóptero.
 
Os irmãos Lara e Enzo estiveram no evento acompanhados da mãe, Selma das Neves de Moraes, que falou sobre a grande diferença que a iniciativa faz na vida das crianças com deficiência. “Uma coisa é eles verem na televisão, outra completamente diferente é terem a oportunidade de estar aqui, vivenciar essas novas experiências, o que acaba contribuindo bastante para o amadurecimento deles”, salientou.
 
O evento “Um Dia de Fuzileiro Naval” teve sua primeira edição em 2017 e foi voltado para pessoas com autismo. Devido ao grande sucesso entre o público-alvo, em 2018 ganhou três edições e passou a atender pessoas com deficiências em geral. A novidade este ano é que passou a abranger a Força como um todo, demonstrando, além da rotina de um Fuzileiro Naval, o cotidiano do Marinheiro.
 
De acordo com o Comandante do CIASC, Contra-Almirante (FN) Renato Rangel Ferreira, organizações militares espalhadas por todo o País devem receber o projeto este ano. “A mesma Marinha que protege a Amazônia Azul, que protege as nossas águas, também cuida da nossa gente e tem um grande compromisso com a responsabilidade social”, destacou.
 
Evento reuniu pais e filhos no CIASC