Heróis Navais brasileiros são transladados ao Comando do 5º Distrito Naval

12/06/2018

 

 
Heróis Navais chegando ao Panteão de Tamandaré no Com5ºDN
 
Nos dias 10 e 11 de junho, o Comando do 5º Distrito Naval (Com5ºDN), sediado em Rio Grande, no Rio Grande do Sul, realizou o translado dos restos mortais de dois heróis navais brasileiros, que lutaram durante a Batalha Naval do Riachuelo, para as suas instalações: o Comandante Felinto Perry e o Almirante Joaquim Francisco de Abreu, e de Pulcena Dias, mãe do Imperial Marinheiro Marcílio Dias, morto por ocasião da Batalha.
 
O translado ocorreu em duas etapas. A primeira foi da Capela do Cemitério Católico de Rio Grande, local onde foram concentrados os restos mortais de todos após a exumação, para a Catedral Católica de São Pedro, no dia 10 de junho. Os féretros permaneceram no referido local até a manhã do dia 11 de junho, quando foi realizada uma missa em homenagem aos heróis navais.
 
Após a missa, aconteceu um cortejo pelas ruas do centro da cidade do Rio Grande, onde participaram um pelotão de Fuzileiros Navais, a banda do Grupamento de Fuzileiros Navais do Rio Grande e seis aspirantes da Escola Naval, que conduziram as urnas dos restos mortais dos heróis navais. Todo o trajeto foi acompanhado pelo Comandante do 5º Distrito Naval e por autoridades militares e civis, que participaram do Ato Inumação desses heróis no Panteão do Almirante Tamandaré, onde se encontram os restos mortais do Patrono da Marinha do Brasil.
       
 
 
Honras fúnebres aos heróis navais