Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha aprova as Diretrizes de Inovação da Força Naval

12/06/2019
 
 
Em 31 de maio, o Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha, Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen, aprovou as Diretrizes de Inovação da Marinha (Portaria nº 99/2019), que estabelece determinados procedimentos referentes às atividades de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) na Marinha do Brasil (MB), em atendimento ao preconizado no Art. nº 15-A do novo Marco Legal de CT&I (Lei nº 13.243/2016).
 
O Marco Legal de CT&I teve origem no trabalho da comunidade científica, em favor da aprovação de uma legislação que privilegiasse a colaboração entre centros de pesquisa, empresas e governo para o desenvolvimento da CT&I do País, com base no conceito da Tríplice Hélice do conhecimento científico. Na MB, a adequação ao Novo Marco Legal foi determinada na 34ª Reunião do Conselho de Ciência e Tecnologia da Marinha e coordenada pelo Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT-MB), estrutura organizacional da Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha instituída com a finalidade de gerir a política institucional de inovação da Marinha.
 
O estabelecimento das diretrizes facilitará o entendimento da Advocacia-Geral da União e demais órgãos de assessoramento jurídico, por ocasião da avaliação das minutas de contrato encaminhadas pelas Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICT) da MB; bem como dos órgãos de fomento de CT&I, durante a análise dos processos para captação de recursos financeiros.
 
As Diretrizes de Inovação da Marinha estão disponíveis nos seguintes endereços eletrônicos: https://www.marinha.mil.br/dgdntm/portarias; e