Comando do 9º Distrito Naval presta apoio às barreiras sanitárias em comunidades indígenas no Amazonas

17/08/2020
 


Lancha de Operação Ribeirinha  “Poraquê” durante apoio em
 barreira sanitária em comunidades indígenas
 
Os navios do Comando da Flotilha do Amazonas, organização militar subordinada ao Comando do 9º Distrito Naval, no período de julho a agosto, prestaram apoio logístico à Fundação Nacional do Índio (Funai) na estruturação de barreiras sanitárias para o controle do acesso às comunidades indígenas do Amazonas, como medida de prevenção à proliferação da Covid-19.
 
As ações beneficiaram 23.163 índios das etnias Munduruku, Saterê-Mawé, Maraguá e Mura das terras indígenas Andirá Marau e Coata-Laranjal.
 
As atividades ocorreram nas proximidades dos municípios de Barreirinha e Maués, no Paraná do Ramos, com o apoio dos Navios-Patrulha Fluvial “Amapá” e “Roraima”; e, no Rio Madeira, em Borba e Nova Olinda do Norte, com o apoio dos Navios-Patrulha Fluvial “Rondônia” e “Pedro Teixeira”. As ações que contaram, também, com o emprego da Lancha de Operação Ribeirinha “Poraquê”, tiveram como propósito monitorar e controlar embarcações que adentraram ou saíram das terras indígenas.
 
O estabelecimento das barreiras sanitárias contaram, ainda, com o apoio da Polícia Militar do Amazonas.
 


Militares da Marinha chegam em barreira sanitária da Funai