Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia apoia Operação “Saci 2021”, do Exército Brasileiro

15/10/2021
 
Militares do EB embarcaram na aeronave da FAB
 
De 12 a 15 de outubro, a Brigada de Infantaria Paraquedista, força de emprego estratégico do Exército Brasileiro, realizou seu tradicional exercício de simulação de combate, denominado Operação “Saci”, nas cidades de São Pedro da Aldeia, Búzios, Cabo Frio e Arraial do Cabo, no Estado do Rio de Janeiro.
 
A ação teve o objetivo de adestrar a tropa paraquedista em ações de defesa externa, priorizando as operações aeroterrestres e contou com as presenças do Comandante da Brigada de Infantaria Paraquedista, General de Brigada Helder e do Comandante Militar do Leste, General de Exército José Eduardo.
 
O exercício, que contou, também, com o apoio da Força Aérea Brasileira, envolveu aproximadamente dois mil militares. Na atividade, foi empregada a mais moderna aeronave de fabricação nacional do País, o KC-390 da Empresa Brasileira de Aeronáutica S/A (Embraer), além do C-130 (Hercules), do C-105 (Amazonas) e do C-95 (Bandeirante).
 
O aprestamento da tropa teve início com a concentração de meios na Base Aérea do Campo dos Afonsos (RJ), a partir da qual foram lançadas equipes de precursores paraquedistas, infiltradas por meio de salto livre operacional de grande altitude, seguida do assalto aeroterrestre da tropa, a partir de Pousos de Assalto, na Base Aérea de São Pedro da Aldeia e salto em massa d’água na Lagoa de Araruama.
 
Instalações da Brigada Paraquedista de Infantaria no EsqdVF-1
 
A disponibilização da pista de pouso da Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia foi importante no apoio logístico da missão, uma vez que proporcionou os Pousos de Assalto e o Ressuprimento da tropa.
 
O Esquadrão VF-1 (EsqdVF-1) apoiou com a cessão do hangar para montagem de barracas do Posto de Comando da Brigada e da área externa para as demais barracas da tropa.
 
No dia 15 de outubro, foi realizada uma Evacuação Aeromédica, para o Hospital Central do Exército, com uma aeronave UH-12 Esquilo, de um militar que se feriu durante o exercício.

 

Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha