Pesquisador aborda "A Relevância Estratégica da Área do Pré-sal”

 Da esquerda para a direita: Antonio de Souza (Petrobras), Dr. Cleveland Jones, Prof. Hernani Chaves, Capitão de Fragata Ponce, Capitão de Mar e Guerra (RM1) Rogério e Capitão de Mar e Guerra (Ref.) José Augusto (os três últimos, membros do corpo docente da EGN e do PPGEM)

 

No dia 15 de março, o professor doutor Cleveland Jones, membro do Geosciences Advisory Board - NXT Energy Solutions e pesquisador do Instituto Nacional de Óleo e Gás (INOG) proferiu, na Escola de Guerra Naval, a palestra "A Relevância Estratégica da Área do Pré-sal".

 

O pesquisador apresentou análises estratégicas referentes aos recursos do Pré-sal, as quais tiveram por base sua tese de doutorado, que se constituiu no primeiro estudo científico prospectivo realizado no Brasil sobre o yet-to-find-oil do Pré-sal. Conforme apresentado no Simpósio Brasileiro de Geofísica, em 2015, e escolhido para publicação pela Sciense Society Exploration Geophysis - o “Modelo de Processo Exploratório”, defendido pelo professor Cleveland Jones, indica que os recursos a serem descobertos na área do Pré-sal brasileiro seriam de “pelo menos 176 bilhões de barris de petróleo e gás (90% de probabilidade de ocorrência), podendo atingir 273 bilhões de barris” - além dos 30 bilhões de barris já comprovados.

 

O evento contou também com a participação do pesquisador Hernani Chaves, Professor Emérito da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ), que teceu considerações estratégicas referentes às reservas energéticas de hidrocarbonetos de outros países e em relação às fontes energéticas renováveis. O Professor Hernani apontou para uma complementaridade de recursos na matriz energética mundial, não visualizando uma substituição integral de hidrocarbonetos a médio prazo.