Carro Lagarta Anfíbio (CLAnf)

 

Função

Prioritariamente, utilizados no apoio ao combate, os Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) Transporte de Pessoal são empregados para realizar o Movimento Navio para a Terra (MNT), aumentar a mobilidade, prover proteção blindada e ampliar o poder de fogo das tropas embarcadas, por meio do emprego dos armamentos orgânicos das viaturas.

O CLAnf Comando é uma viatura projetada para a função de comando e controle, possuindo uma quantidade de equipamentos rádio suficiente para operar um Centro de Operações de Combate (COC).

O CLAnf Socorro foi desenvolvido para prestar manutenção de até terceiro escalão dos CLAnf avariados em missão. Para isso a viatura é equipada com um guincho (17ton), um guindaste (2,9ton), um compressor de ar, um gerador de corrente alternada, um equipamento de solda e diversas ferramentas especiais.

Histórico

No ano de 1986, a Marinha do Brasil adquiriu 12 Assault Amphibian Vehicle (AAV7A1), que desembarcaram no Píer da Praça Mauá e, ao serem incorporados ao acervo do Corpo de Fuzileiros Navais, foram rebatizados de Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf). Do total de veículos, de 1ª geração, 10 CLAnf eram para o Transporte de Pessoal, 01 CLAnf Comando e 01 CLAnf Socorro.

Em 15 de junho de 1997, aportaram na Ilha das Flores, mais 14 CLAnf (2ª geração), sendo 12 CLAnf de Transporte de Pessoal, 01 CLAnf Comando e 01 CLAnf Socorro, adquiridos da empresa norte-americana United Defense Limited.

No ano de 2018, O Corpo de Fuzileiros Navais adquiriu, 23 novos CLAnf (3ª geração), sendo 20 CLAnf de Transporte de Pessoal, 02 CLAnf Comando e 01 CLAnf Socorro. Em relação as gerações anteriores, os veículos da mais nova geração possuem motor mais potente, uma nova transmissão e um sistema de suspensão mais robusto, oferecendo melhor mobilidade, maior velocidade e melhores condições de conforto e segurança para a tropa embarcada, contribuindo para o aumento da capacidade da Marinha do Brasil em projetar poder sobre terra por meio de Operações Anfíbias.