Heráldica

 

O DISTINTIVO DA CAPITANIA DOS PORTOS DE MACAÉ
Aprovado pela Portaria nr. 13, de 23 de abril de  2020, da Secretaria-Geral da Marinha, é assim descrito:

DESCRIÇÃO
Num escudo boleado, encimado pela coroa naval e envolto por elipse feita de cabo de ouro e terminado em nó direito, campo de azul com uma âncora sobre um caduceu de Mercúrio, ambos de ouro, passados em aspa e filetados de preto; chefe também de azul com faixado-ondado de azul e prata de três peças e uma cruz latina de ouro símbolo do estado do Rio de Janeiro que sedia esta Capitania.

EXPLICAÇÃO
No campo de azul, o caduceu de Mercúrio, filho de Júpiter e Deus do Comércio, simboliza as relações comerciais entre os povos desde a mais remota antiguidade; a âncora, sobrepondo-se à insígnia daquela divindade mitológica, alude à vigilância e proteção da Marinha ao tráfego marítimo comercial, expressão do desenvolvimento e expansão daquelas atividades. No chefe também de azul a cruz latina, de ouro, representa a distribuição de sesmarias para as ordens religiosas, a fim de estabelecer núcleos populacionais para desbaratar o contrabando de pau-Brasil. O faixado-ondado de azul e prata alude a imensa costa brasileira, seu mar territorial e a plataforma continental de sua jurisdição, local de atuação da Capitania onde desenvolve suas tarefas de preservação da vida humana no mar.