Obesidade e cirurgia bariátrica: 10 coisas que você precisa saber.

Enviado em: 07/10/2021

image

A cirurgia bariátrica, também conhecida como cirurgia da obesidade ou cirurgia de redução do estômago, é uma das melhores opções para o tratamento de pacientes com obesidade grave, especialmente quando há doenças associadas ao excesso de peso.

Objetivo: reduzir o peso de pessoas com índice de massa corporal (IMC) muito elevado.

Indicação:

  • Pacientes com IMC acima de 40 Kg/m2.
  • Pacientes com IMC acima de 35 kg/m2 com doenças associadas, como diabetes, hipertensão, apneia do sono, alteração de colesterol, gordura no fígado, doenças do coração, como infarto ou angina, osteoartrites, entres outras.
  • Além do IMC e das doenças associadas, essa opção de tratamento deve ser considerada para pacientes maiores de 18 anos e que não tiveram sucesso na perda de peso após dois anos de tratamento clínico, inclusive com medicamentos.

A cirurgia bariátrica é um procedimento complexo e apresenta riscos de complicações. É primordial que o paciente conheça o procedimento cirúrgico e quais os riscos e benefícios da cirurgia:

  • O cirurgião irá avaliar o tipo de cirurgia, de acordo com cada paciente.
  • Há 3 tipos de cirurgia bariátrica: restritiva, mista e disabsortiva.
  • Benefícios: perda de peso importante, assim como benefícios no tratamento de doenças relacionadas a obesidade, como diabetes, controle da pressão arterial, colesterol, alívio das dores musculares.

Todo paciente candidato a cirurgia bariátrica necessita ser avaliado e preparado por equipe multiprofissional, incluindo endocrinologista, cirurgião, cardiologista, nutricionista, psicólogo, entre outros. Será avaliada a indicação da cirurgia e se há algo que contraindique a mesma.

No pré-operatório também são realizados exames de sangue, endoscopia digestiva, ultrassonografia de abdome, avaliação cardíaca e pulmonar.

A cirurgia bariátrica é a principal etapa da perda de peso, porém, não pode ser vista como processo único, necessitando de mudanças de hábito e estilo de vida para um bom resultado.

Após a cirurgia bariátrica, os pacientes deverão manter acompanhamento nutricional pelo resto da vida, assim com uma dieta adequada. Reposições vitamínicas são feitas após a cirurgia e mantidas por tempo indeterminado, para evitar deficiência de vitaminas.

A falta de adesão ao tratamento pode colocar em risco o sucesso da cirurgia em longo prazo, reduzindo a chance de o indivíduo perder peso.

Pacientes com perda de peso muito grande, pode ser necessária uma cirurgia plástica quando a perda de peso estiver totalmente estabilizada.


CC(Md) CYNARA RENA SALMONT HIGUCHI
Endocrinologista
Assistente da Clínica de Endocrinologia
Hospital Naval Marcílio Dias









Veja também: