Fissura Labiopalatina: já ouviu falar?

Para você, pode ser apenas uma marca na boca, mas, para os que têm fissura labiopalatina, é muito mais do que isso. Segundo o Conselho Federal de Fonoaudiologia, a cada três minutos, um bebê nasce com fissura labiopalatina no mundo. O tratamento é longo e interdisciplinar, incluindo a realização de cirurgias reconstrutivas e estéticas, além de tratamentos ortodônticos, fonoaudiológicos, psicológicos, pediátricos, entre outros. Quer saber mais? Responda ao QUIZ.

1.
+

A Fissura lábio-palatal, ou popularmente conhecido como lábio leporino é uma abertura no lábio e/ou no palato (céu da boca).



ESSA É UMA AFIRMAÇÃO VERDADEIRA

Essas aberturas resultam do desenvolvimento incompleto do lábio e/ou do palato, durante a gestação. As fissuras mais comuns são as unilaterais e afetam o lábio e palato.

2.
+

Muitas são as causas dessa condição anatômica ocorrer.



ESSA É UMA AFIRMAÇÃO VERDADEIRA

Em alguns casos, há uma pré-disposição genética, ou seja, o bebê tem uma herança familiar ou, até mesmo, pode ser uma alteração do próprio organismo, que sofre interferência de fatores ambientais, como carência nutricional, etilismo (bebida alcoólica) e tabagismo (fumo).

3.
+

A fissura lábio-palatina pode ser corrigida somente na vida adulta.



ESSA É UMA AFIRMAÇÃO FALSA

O processo de correção pode ser iniciado nos primeiros meses de vida e dependem das condições de saúde do bebê. A intervenção precoce contribuirá para o melhor desenvolvimento das funções orofaciais (respiração, deglutição, sucção, mastigação, fala).

4.
+

Bebês fissurados podem apresentar dificuldades com relação à alimentação.



ESSA É UMA AFIRMAÇÃO VERDADEIRA

Os bebês que têm fissura lábio-palatal merecem atenção especial, principalmente na hora da alimentação. Eles devem ser amamentados no peito, mas, quando isso não for possível, o profissional fonoaudiólogo orienta a forma mais segura para alimentação. A orientação aos pais e responsáveis é fundamental para o melhor cuidado com o bebê com essa condição.

5.
+

Todo bebê com fissura lábio-palatal apresenta deficiência intelectual.



ESSA É UMA AFIRMAÇÃO FALSA

A fissura lábio-palatal prejudica a capacidade de comunicação do fissurado, devido a alterações de fala e audição, sendo confundida, erroneamente, com algum tipo de dificuldade mental. O ingresso na escola é fundamental e, se surgirem atrasos no desenvolvimento, torna-se importante o acompanhamento pelos serviços de fonoaudiologia, psicologia e pedagogia.

Hora de conferir Refazer o quiz
Contribuição técnica:
CC (S) Fernanda Santos
Fonoaudióloga
Hospital Naval Marcílio Dias

Compartilhe