NPaOc “Amazonas” realiza apoio logístico que garante a ocupação permanente de militares na Ilha da Trindade

           Entre 24 de agosto e 04 de setembro, o Navio Patrulha Oceânico (NPaOc) “Amazonas”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Sudeste, realizou a Comissão "POIT IV/2020" na Região Oceânica da Ilha da Trindade.

           A comissão teve como finalidade o reabastecimento de alimentos, suprimentos para as embarcações e equipamentos de manutenção, além da substituição de parcela da guarnição de militares no Posto Oceanográfico da Ilha da Trindade (POIT).

          O navio transportou cerca de dez toneladas de carga e navegou 765 milhas náuticas (aproximadamente 1377 km) até à Ilha. Ao chegar, fundeou e executou a operação logística para desembarcar o material com segurança.

          Evidenciando a ininterrupta vigilância da Amazônia Azul, o “Amazonas” também realizou ação de presença na Bacia de Campos, executando Patrulha Naval, a fim de fiscalizar o cumprimento das leis e regulamentos na área marítima mencionada.

          O apoio logístico da Marinha do Brasil (MB) é fundamental para a ocupação permanente de militares no POIT, garantindo a soberania do País nesse território e proporcionando, ainda, a extensão da Zona Econômica Exclusiva (ZEE) brasileira.

          Além disso, o guarnecimento do posto possibilita o desenvolvimento das atividades do Programa de Pesquisas Científicas na Ilha da Trindade com instituições civis parceiras da MB, suspenso temporariamente devido à pandemia de COVID-19.

          Ressalta-se que todos os militares da tripulação do NPaOc “Amazonas” e da nova guarnição do POIT foram submetidos à avaliação médica específica, observando período de quarentena e ações de higienização de pessoal e material antes do embarque. Também foram cumpridos todos os procedimentos sanitários e medidas preventivas recomendados pelos Ministérios da Defesa e da Saúde, bem como pela Diretoria de Saúde da Marinha, a fim de evitar a disseminação da doença.