MARINHA DO BRASIL PARTICIPA DO DESFILE CÍVICO-MILITAR DE 7 DE SETEMBRO NO RIO DE JANEIRO

Em 2019, o Brasil completou 197 anos como um país independente. Para celebrar a data histórica, a Marinha do Brasil (MB), o Exército Brasileiro (EB) e a Força Aérea Brasileira (FAB) em conjunto com outras entidades civis e militares promoveram o tradicional desfile cívico-militar no dia 7 de setembro, na Avenida Presidente Vargas, Centro-RJ.
 
A pira que representa o fogo da pátria foi acesa pelo Sr. Pedro Ernesto, Presidente da Liga da Defesa Nacional e, em seguida, um coral de alunos do Colégio Militar do Rio de Janeiro cantou o Hino da Independência do Brasil e cerca de 5200 militares se prepararam para mais um desfile. O Governador do Estado do Rio de Janeiro, Sr.Wilson Witzel e o Diretor-Geral do Material da Marinha, Almirante de Esquadra Luiz Henrique Caroli, militar mais antigo presente na solenidade, saudaram o público em um desfile inicial dentro de uma viatura blindada do EB.
 
A Marinha do Brasil, mais antiga entre as Forças Armadas, foi a primeira a desfilar com 975 militares que se dividiram entre o Grupamento Escolar, conduzido pelo Contra-Almirante Ricardo Pereira da Silva e o Grupamento da Marinha, comandado pelo Contra-Almirante (FN) Ricardo Henrique Santos do Pilar. A MB apresentou a relevância histórica da Escola Naval, o orgulhoso pioneirismo na admissão de mulheres nas Forças Armadas, as viaturas blindadas já empregadas em Missão de Paz das Nações Unidas, além do sobrevoo de um dos helicópteros que integram a Aviação Naval, o UH-12.
 
O Grupamento Escolar foi composto por Aspirantes da Escola Naval, a mais antiga Instituição de ensino de nível superior do Brasil, além de alunos do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), instituição que forma os Oficiais da Marinha Mercante. Já o Grupamento da Marinha, teve como formação a Companhia de Polícia do Batalhão Naval, o Destacamento Feminino, a Banda de Música, o Regimento de Marinheiros, a Unidade Anfíbia e o Destacamento Motomecanizado.
A parada cívico-militar de 7 de setembro é uma oportunidade da MB estreitar ainda mais o relacionamento com a sociedade, além de ressaltar a sua importância em prol da defesa e da soberania nacional.