A voz da torcida precisa de emoção e saúde

Em tempos de Copa, exageros na hora de torcer e comemorar podem resultar em rouquidão (disfonia) ou até mesmo em perda da voz (afonia).

Gritar intensamente causa lesões nas pregas vocais (anteriormente chamadas de cordas vocais) e isto altera o seu padrão normal de movimentação, resultando em alterações na qualidade da voz. Outros sintomas como dor e desconforto na região do pescoço também podem estar presentes nestes casos.

Normalmente, monitoramos o nível de intensidade da voz por meio da audição e, quando estamos em ambientes muito ruidosos, perdemos essa capacidade e cometemos o chamado “abuso vocal”.

As dicas para essa Copa são:

  • Comemore sem abusar da sua voz;
  • Se ficar difícil controlar a emoção e você não conseguir segurar o “grito da vitória”, ao menos, evite a repetição deste “abuso vocal”, pois isto pode agravar o impacto nas suas pregas vocais;
  • Se você já praticou o “abuso vocal” e está rouco ou sem voz, além de aumentar o consumo diário de água, faça o repouso vocal, falando pouco, baixo e sem esforço. Também não fale sussurrando, pois, nessa condição, você estará, inevitavelmente, fazendo esforço.

Caso a rouquidão persista por mais de uma semana, procure uma avaliação com um médico Otorrinolaringologista.


Maristela da Costa Oliveira
Capitão de Fragata (S)
Chefe do Serviço de Fonoaudiologia do HNMD