Dia nacional de prevenção e combate à surdez

Enviado em: 06/11/2020

Imagem-Redes

O nosso ouvido é um trabalhador incansável. Recebe e processa estímulos sonoros 24 horas por dia e segue, sem parar, durante a vida inteira. O desgaste das estruturas auditivas causado por esse funcionamento ininterrupto acontece de forma progressiva.

Seja no ambiente de trabalho ou nas atividades de lazer, a exposição frequente ao som de alta intensidade, superior a 85 decibéis (unidade de medida do som), pode causar perda auditiva. O efeito cumulativo da exposição contínua a sons de alta intensidade chega de forma lenta e gradual, sendo seus principais sintomas a presença de zumbidos nos ouvidos e a diminuição da acuidade auditiva (capacidade do ouvido para perceber sons).

Essa exposição contínua pode acelerar o mau funcionamento do ouvido, causando lesões irreversíveis, interferindo precocemente na saúde auditiva e na qualidade da comunicação do ser humano.

A intensidade, seja no ruído ou na música, é a característica do som mais prejudicial à audição.

Abaixe o volume da sua música hoje, para amanhã não ser difícil ouvir. Use abafadores de ouvidos hoje, em ambientes com sons de alta intensidade, para que amanhã não ocorra ruído na sua comunicação.

CF (S) Danielle Vaz
Encarregada do Serviço de Fonoaudiologia do HCM


CC (S) Karynne
Assistente do Serviço de Fonoaudiologia do HCM








Veja também: