NOVEMBRO AZUL: homem de verdade enfrenta tabus e cuida da saúde

Enviado em: 31/11/2019

image

Você já parou para pensar o que significa "ser homem"? Força, resistência, virilidade...? Em Novembro, mais de 20 países iluminam estátuas e monumentos com a cor azul para lembrar o mundo todo do cuidado com a saúde do homem.

Inicialmente, a ênfase era para a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de próstata, mas, nos últimos anos, notou-se a importância de tantos outros cuidados com a saúde física e psicológica.

Ainda existe um grande tabu, que enfatiza a figura masculina indestrutível, forte, que não precisa de cuidados. Porém, o Ministério da Saúde nos alerta com algumas informações contrárias a esse tabu:

  • A expectativa de vida do homem é 7 anos menor que a das mulheres (72 anos para os homens e 79 anos para as mulheres);
  • Homens de 14 a 27 anos e com mais de 70 anos são os que mais morrem por suicídio;
  • Homens estão mais expostos a infecções sexualmente transmissíveis, como HIV, Sífilis e Hepatites.

A saúde do homem precisa tanto de cuidado como a da mulher! Desde que nasce, todo homem precisa ir ao médico, uma vez ao ano, para assegurar a manutenção da sua saúde. Cuidados como evitar fumar e ingerir bebidas alcoólicas, fazer exercícios, manter uma alimentação adequada, entre outros tantos hábitos que falamos aqui, no Saúde Naval, são válidos para todos.

A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) lançou uma nota oficial, em 2018, lembrando que o câncer de próstata continua como a neoplasia sólida (tumores sólidos) mais comum e a segunda maior causa de óbito oncológico (por câncer) no sexo masculino.

Atualmente, cerca de 20% dos casos são diagnosticados tardiamente, porém este número está caindo, devido às políticas de rastreamento da doença e à conscientização da população masculina.

Se você já tem 50 anos (ou 45, para homens da cor negra) e tem familiares que já tiveram câncer, procure seu médico e inicie o rastreio do câncer de próstata. Homem de verdade é aquele que tem coragem pra enfrentar os tabus e cuida da saúde.


Kenio Almeida Magalhães
Primeiro-Tenente (RM2- Md)
Conselho Editorial do Saúde Naval



Saiba mais em: