Mãe, já cantou para seu bebê hoje?

Você deve estar questionando o porquê da pergunta. A Musicoterapia é uma prática clínica auxiliar às futuras mamães e aos vínculos com seus bebês.De acordo com a Federação Mundial de Musicoterapia, o objetivo é desenvolver potenciais e restabelecer funções do ser humano, para que se possa alcançar melhor interação interpessoal e, em consequência, mais qualidade de vida, por meio da prevenção, reabilitação ou tratamento.

A Musicoterapia trabalha o desenvolvimento do vínculo mãe-feto, apurando a percepção do mundo sonoro que envolve essa relação, pois durante a gestação diversos sentimentos e emoções ficam à flor da pele.A gestação é considerada uma transição existencial na vida da mulher, momento este que a musicoterapia torna-se oportunidade singular, com o propósito de colaborar na integração e desenvolvimento da gestante.

Através de técnicas como a utilização do canto, as gestantes desenvolvem mais contato com seu momento presente e com seu bebê, conseguindo maior controle de ansiedade, estimulação e comunicação com o feto, além de proporcionar relaxamento, por envolver uma experiência afetiva. Os estímulos musicais podem alterar positivamente a respiração, a circulação sanguínea, a digestão, a oxigenação, o humor, a fadiga, etc.

A partir de quando o feto ouve no cérebro? Como ele ouve? Como utilizar esses conhecimentos para ampliarmos a comunicação e o relacionamento com nossos bebês desde a gestação?A memória auditiva começa a se estabelecer durante a gestação, isto é, o bebê, depois do nascimento, reconhece os sons que ouviu com regularidade durante a vida fetal, principalmente as vozes.

Se o principal som que o feto ouve é a voz humana, como utilizar a voz para estabelecermosessa comunicação? Através do canto! Mas cantar o quê? Escolham as suas músicas preferidas e cantem com regularidade e prazer para o bebê em gestação.

Para potencializar a audição das músicas, cantem as letras ou cantarolem as melodias. Após o nascimento, ao amamentar,cantarolem as melodias da gestação, pois servirá de referencial acolhedor. Observem seu bebê: o ritmo da sucção, o tempo da mamada e a atenção que ele demonstra.As músicas conhecidas estimularão a amamentação.As melodias da vida intrauterina serão um referencial de conforto, não somente para a criança, mas para toda família.O principal som que o feto ouve é o da voz humana e especialmente a voz cantada. Através da música, podemos preparar um “ninho” de grande impacto e de diferencial com nossos filhos desde a gestação.

Lizandra Maia Gonçalves
Primeiro-Tenente (RM2-S)
Musicoterapeuta e Psicossomaticista
Unidade Integrada de Saúde Mental






Compartilhe