Lúpus: o que é essa doença autoimune?

Enviado em: 08/05/2020

image

O Lúpus Eritematoso é uma doença crônica, inflamatória, que ocorre mais em mulheres entre 20 a 45 anos. Pode ser restrito à pele e às articulações (forma cutâneo articular) ou aos órgãos internos do corpo, como rins, coração, intestino, cérebro, olhos e pulmões (forma sistêmica).

É uma doença de causa desconhecida em que o próprio organismo começa a produzir anticorpos contra as suas células em um fenômeno conhecido como autoimunidade. Costuma ser mais grave em homens e pessoas da raça negra. É uma doença que evolui em surtos de atividade e remissão, mas não tem cura.

Seu tratamento é feito com corticóides (pomadas ou comprimidos) e imunossupressores sintéticos ou biológicos (drogas que bloqueiam a produção de anticorpos e evitam a lesão celular assim como o dano a longo prazo).

Possui como caraterística a fotossensibilidade, assim, os portadores da doença devem evitar a exposição solar que pode desencadear inflamação em diversos órgãos, bem como o aparecimento e a piora das lesões de pele já existentes, sendo aconselhável o uso de regular de protetor solar no corpo todo e a reaplicação diária.

A hidroxicloroquina é um medicamento também usado para tratar malária e artrite reumatóide e deve ser prescrita para uso contínuo em todos os pacientes que recebem o diagnóstico de Lúpus.

Ela protege contra a ativação da doença, diminui o risco de trombose e desenvolvimento de diabetes tipo II, diminuiu os níveis de colesterol no sangue, limita a aterosclerose (depósito de gordura na parede dos vasos sanguíneos) e protege contra o aparecimento de insuficiência renal com necessidade de hemodiálise e terapia de substituição renal. Possui baixo risco cardiológico assim como risco de interferir na visão (tais efeitos só acontecem quando a droga é usada a longo prazo e tem um nível alto acumulado no organismo).

No Dia Mundial do Lúpus, 10/05, devemos redobrar nossa atenção aos sintomas, diagnósticos e tratamentos dessa doença autoimune. É possível tratá-la e ter qualidade de vida. Cuide da sua saúde, cuide de você.


Tatiana Melo Fernandes
Capitão de Fragata (MD)
Assistente da Clínica de Reumatologia do HNMD





Veja também: