Conexão que nutre 👩🏾‍🍼

📅 Publicado em 02 de agosto de 2023

O colesterol é um líquido rico em proteínas de defesa, de coloração amarelada, que antecede o leite materno. Por estar presente apenas nos primeiros dias de vida do recém-nascido, ser raro e de extrema importância, inspirou o nome da campanha do oitavo mês do ano: Agosto Dourado.

Os principais benefícios do aleitamento materno são:

  1. Proteger a criança contra diarreias, infecções respiratórias e alergias em geral;
  2. Contribuir para o desenvolvimento cognitivo, tendo efeito positivo na inteligência;
  3. Reduzir a mortalidade em crianças menores de 5 anos e prevenir doenças como hipertensão, colesterol alto, diabetes tipo 2 e obesidade na vida adulta;
  4. Melhorar o desenvolvimento da cavidade bucal;
  5. Proteger contra o câncer de mama;
  6. Promover vínculo afetivo entre mãe e bebê;
  7. Possuir todos os nutrientes necessários até os 6 meses de vida e continuar sendo, até os 2 anos de idade, uma fonte nutricional importante;
  8. Promover economia familiar, por ser gratuito.

Portanto, recomenda-se o aleitamento materno exclusivo, em livre demanda (mãe e filho entram em sintonia de tal forma que o bebê – estando bem, ganhando peso e altura – regula suas mamadas), até os 6 meses de vida. Não é necessário dar água, sucos e nem chás calmantes. O uso de chupetas e mamadeiras atrapalham a pega correta, aumentando o risco de desmame, por isso, não devem ser utilizados sem recomendação de um profissional.

O leite materno é o bem mais precioso que uma mãe pode ofertar ao seu filho em vida.

Ajudar a mãe neste processo é de extrema necessidade e compaixão. Incentive, informe-se e auxilie!

Amamentar alimenta o corpo e o coração!
Apoio técnico: Equipe de Pediatria do Alojamento Conjunto do Hospital Naval Marcílio Dias.

Fontes:
  • Sociedade Brasileira de Pediatria

Compartilhe