Hemartrose Hemofílica

Hemartrose Hemofílica

A Hemofilia é um distúrbio hereditário (genético) na coagulação do sangue. Quando, por exemplo, cortamos alguma parte do nosso corpo e começamos a sangrar, as proteínas (elementos responsáveis pelo crescimento e desenvolvimento de todos os tecidos do corpo) - chamadas fatores coagulantes - unem-se às plaquetas para formar uma espécie de tampão, denominado coágulo sanguíneo, e estancar o sangramento.

A pessoa hemofílica tem problemas na produção dos fatores coagulantes e, por isso, o processo é dificultado e se torna mais lento. Um dos problemas mais frequentes da hemofilia é a Hemartrose Hemofílica, que consiste num extravasamento de sangue para o interior das articulações ou para a cavidade sinovial, também conhecida como artropatia hemofílica. Ela ocorre em quase todos os pacientes com doença severa e em até 50% daqueles que possuem a doença em grau moderado. As articulações mais comumente afetadas são joelhos, tornozelos, cotovelos e ombros, sendo que o envolvimento axial e de pequenas articulações das mãos e dos pés também pode ocorrer.

Os sintomas mais típicos apresentados inicialmente são: desconforto, dificuldade de movimento, aquecimento do local e, posteriormente, dor intensa, redução da mobilidade da articulação e aumento do volume da articulação acometida, devido à distensão da cápsula articular.

As hemartroses repetidas e, principalmente, as tratadas inadequadamente resultam em lesão da membrana sinovial que reveste e protege as articulações, predispondo a ocorrência de novos sangramentos. Seu diagnóstico é, na maioria das vezes, clínico, podendo ser auxiliado por exames de sangue (dosagem de fatores de coagulação) e imagem. O tratamento consiste, basicamente, em reposição dos fatores de coagulação deficientes, associada ao repouso e à aplicação de gelo. Porém, em casos de ocorrência de articulação-alvo, ou seja, três ou mais hemartroses em uma mesma articulação em um período de 6 meses, deve-se considerar tratamentos mais complexos, além de avaliação para tratamento fisioterápico.

Quanto mais cedo o diagnóstico for feito e o tratamento iniciado, menores serão as sequelas articulares causadas pela hemorragia. Fique atento à sua saúde!

Ana Lúcia Castilhioni
Capitão de Mar e Guerra(RM1-S)
Conselho Editorial do Saúde Naval

Kenio Almeida Magalhães
Primeiro-Tenente(RM2-Md)
Conselho Editorial do Saúde Naval