Você já imaginou como seria dirigir sem ouvir? Caminhar pelas ruas sem ouvir?

Enviado em: 08/11/2019

image

A preocupação com a saúde auditiva é um assunto que tem merecido atenção desde a mais tenra idade. Por lei, ainda no período neonatal, o recém-nascido deve ser submetido ao "Teste da Orelhinha", exame que oferece importantes informações sobre o funcionamento do sistema auditivo.

Este precoce cuidado explica-se pelo fato de que a integridade da audição é um dos pré-requisitos para o adequado desenvolvimento da fala. Além disso, quando pensamos na magnitude deste sentido, entendemos a sua importância não apenas para a comunicação, mas também para a garantia da nossa integridade física. Você já imaginou como seria dirigir sem ouvir? Caminhar pelas ruas sem ouvir? Rapidamente, percebemos como o sentido da audição é importante!

O sistema auditivo compartilha, também, uma estreita relação com o sistema vestibular, responsável pelo nosso equilíbrio. Por isso, precisamos estar atentos a sintomas como tonturas, por exemplo. Um sintoma não-auditivo pode ser o prenúncio de uma perda de audição.

Você sabia que "os nossos ouvidos falam"? Sim! E, muitas vezes, falam inclusive sobre a saúde como um todo! Sintomas como baixa auditiva, zumbidos, dores de ouvido, tonturas e “sensação de ouvido abafado” podem ser importantes indicativos de que algo não vai bem com a nossa audição. E que, talvez, a nossa saúde geral também não esteja em dia. Por esta razão, sempre que algum destes sintomas surgir, é extremamente importante buscar ajuda profissional. Neste caso, os profissionais mais indicados são o médico otorrinolaringologista e o fonoaudiólogo.

Você sabia que "os nossos ouvidos falam"? Sim! E, muitas vezes, falam inclusive sobre a saúde como um todo! Sintomas como baixa auditiva, zumbidos, dores de ouvido, tonturas e “sensação de ouvido abafado” podem ser importantes indicativos de que algo não vai bem com a nossa audição. E que, talvez, a nossa saúde geral também não esteja em dia. Por esta razão, sempre que algum destes sintomas surgir, é extremamente importante buscar ajuda profissional. Neste caso, os profissionais mais indicados são o médico otorrinolaringologista e o fonoaudiólogo.

E será que é possível cuidar do sistema auditivo de maneira preventiva? Sim! Hábitos alimentares saudáveis, prática de atividades físicas e cuidados com a saúde geral (check-up regular) podem trazer grandes benefícios para a saúde auditiva e evitar o surgimento de alguns dos sintomas que mencionamos acima.

Não dar o devido valor aos sintomas e adiar a busca por atendimento médico podem ser atitudes que colocam em risco a sua audição, pois, em alguns casos, o tratamento precisa ser imediato! Não deixe a sua saúde auditiva para depois! Valorize seus sintomas e busque ajuda profissional!


Ana PAULA Almeida do Nascimento
Capitão de Corveta (S)
Assistente do Serviço de Fonoaudiologia do HNMD



Saiba mais em: