Obesidade

obesidade

Hipócrates (460 a.C.-370 a.C.) dizia que a corpulência não é apenas uma enfermidade em si, mas o prenúncio de outras. Com o passar do tempo, essa frase tem se mostrado cada vez mais verdadeira e o que há centenas de anos era chamado “corpulência”, agora tem nome, obesidade!

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a obesidade é um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. A projeção é que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso; e mais de 700 milhões, obesos. O Brasil tem acompanhado essa tendência mundial e, segundo os últimos levantamentos, mais de 50% da população está acima do peso, ou seja, na faixa de sobrepeso e/ou obesidade.

A obesidade é uma doença crônica não transmissível, com causas multifatoriais (genética, ambiente, comportamento, cultura e fatores socioeconômicos) e que se caracteriza pelo acúmulo em excesso de gordura, que compromete a saúde do indivíduo, sendo fator de risco para doenças crônicas, como as do coração, hipertensão e diabetes, que respondem por 72% dos óbitos no Brasil.

Mas, afinal, por que o mundo está ficando obeso? O número de horas perdidas em frente à televisão, no computador ou no telefone reduziu o gasto energético e o nível de atividade das pessoas. Em contrapartida, a rotina agitada e a recorrente justificativa da falta de tempo levaram a um consumo cada vez maior de alimentos prontos com elevada caloria, gordura e açúcar e com baixo poder de saciedade. Esse desequilíbrio energético entre o que entra e o que sai do organismo é o fator ambiental determinante para o aumento na prevalência da obesidade.


IMC
O parâmetro mais utilizado para o diagnóstico da obesidade é o Índice de Massa Corporal (IMC), que é o peso (em quilos) dividido pelo quadrado da altura (em metro). Convenciona-se chamar de sobrepeso o IMC de 25 a 29,9 kg/m² e obesidade o IMC maior ou igual a 30 kg/m². Pessoas com elevada massa muscular e elevado peso (atletas, por exemplo) podem apresentar um alto IMC sem, contudo, serem obesas. Para esses indivíduos, outros parâmetros, como o percentual de gordura, devem ser avaliados.

TRATAMENTO
Apesar das pessoas com sobrepeso ou obesidade geralmente terem pressa e procurarem uma fórmula mágica para emagrecer, o tratamento deve ser a longo prazo, com foco numa alimentação equilibrada, atividade física e mudança comportamental. A mudança no estilo de vida precisa ser exequível por toda a vida e não apenas por um curto espaço de tempo. O paciente precisa ter em mente que não se tornou obeso em poucos meses, da mesma forma não deixará de sê-lo nesta velocidade. É preciso ter um olhar cuidadoso e individualizado sobre cada pessoa, pois cada um carrega uma história e um vínculo com a alimentação que é muito pessoal e deve ser considerado ao longo de todo o tratamento.

DIETAS
Dietas excessivamente restritivas e rígidas, além de perigosas, não são sustentáveis por muito tempo, pois a pessoa logo desiste e volta aos hábitos errados novamente. Um planejamento alimentar mais flexível, que tenha como foco a reeducação e não a perda de peso a qualquer custo, geralmente dá mais certo. Assim, o sucesso da dieta deve ter como parâmetro o alcance e manutenção de perda de peso significativa e não a velocidade de perda num curto espaço de tempo.

REEDUCAÇÃO ALIMENTAR
A reeducação alimentar prioriza um bom relacionamento da pessoa com o alimento. É possível comer todos os grupos alimentares, priorizando as frutas, verduras, legumes, grãos integrais, castanhas, carnes magras, leites e derivados magros e reduzindo o consumo de doces, frituras e guloseimas. Alimentar-se bem não pode ser encarado como sacrifício e o acompanhamento nutricional não pode ser uma mera contagem de calorias. Muitos fatores interferem na relação da pessoa com o alimento e, apesar da educação alimentar começar pelo conhecimento, ele, sozinho, não resolve o problema da obesidade, pois nunca tivemos tanta informação sobre o tema e, ainda assim, tantos obesos.

Resgate o prazer em alimentar-se bem! Obesidade se previne e se trata com reeducação alimentar, não com terrorismo nutricional.

Jamile Coutinho Coelho de Novaes
Capitão-Tenente (S)
Encarregada do Serviço de Nutrição
Policlínica Naval Nossa Senhora da Glória






A Policlínica Naval Nossa Senhora da Glória possui um Grupo de Emagrecimento Saudável, com encontros semanais com nutricionista e psicóloga que visam a adoção de hábitos saudáveis e o emagrecimento trabalhado de forma multiprofissional.