Glaucoma

image

O glaucoma é uma doença ocular que afeta o nervo ótico de maneira progressiva levando à perda irreversível de campo visual. No início não gera sintomas, razão pela qual muitos chegam ao oftalmologista com a situação avançada. A doença, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), é a segunda causa de cegueira no mundo.

Qualquer pessoa pode ter glaucoma, inclusive crianças, mas existem grupos mais suscetíveis, como negros, usuários crônicos de colírios com corticóide, adultos acima de 40 anos, diabéticos, hipertensos, parentes de portadores de glaucoma e pessoas com alto grau de miopia.

É uma doença crônica, portanto não tem cura, porém é possível controlar, desde que o tratamento seja seguido de forma rigorosa.

Quanto mais cedo ocorrer o diagnóstico, maiores são as chances de evitar o agravamento do glaucoma e a perda da visão. Por isso, é importante a realização de exames oftalmológicos anualmente, desde o nascimento. Durante a consulta, quando indicada, será realizada a medida da pressão intra-ocular. Além disso, não é recomendável fazer uso de colírios ou qualquer outra medicação sem orientação médica, pois alguns medicamentos podem causar alteração da pressão ocular em pessoas com predisposição.

Jaime Cesar Estumano Freire
Capitão-de-Fragata (Md)
Chefe da Clínica de Oftalmologia
Hospital Naval Marcílio Dias