Conheça um pouco do mundo autista: um lugar com muitos aprendizados

Enviado em: 31/03/2022

image

Uma história que une uma mãe apaixonada e um garotinho, que hoje tem 7 anos. A 2º SG-DM Perla, da Base Aeronaval de São Pedro da Aldeia, conta como foi sua jornada para diagnosticar o autismo do filho Caio, que hoje dá uma lição de vida para toda família e adora instrumentos musicais.

A gravidez, bastante desejada, correu bem. Caio nasceu com quase 38 semanas, mas ao chegar em casa, a mãe começou a desconfiar de que havia algo diferente. Os meses foram passando e ela foi percebendo que o filho não conseguia alcançar os marcos de desenvolvimento esperados para cada fase. “Fizemos vários exames, passamos por vários médicos, mas, somente com dois anos Caio foi diagnosticado como autista”, lembra.

A sargento disse que o começo foi muito difícil, principalmente pelo fato de seu filho não falar e não fazer contato visual. Mas tudo isso fortaleceu Perla. “O Caio é o meu amor, eu o amo independentemente da condição dele. Ele é o motivo das minhas lutas diárias. Quero que ele seja muito feliz”, conta.

A história dessa mãe mostra um pouquinho da vida de muitas outras mães, que foram aprendendo a lutar com seus filhos e por seus filhos todos os dias. “Aprendi a ser mais forte, fui me fortalecendo com o tempo. O Caio me trouxe muita empatia e amor. Ele é meu xodó e vai estar sempre comigo”, afirma.

O FUTURO? Ela diz não pensar muito. “A gente luta para que o Caio tenha um futuro melhor, seja mais independente. Mas, no fundo, só quero que ele seja feliz”, deseja.

image