Atividade física regular: a grande aliada da saúde

Enviado em: 05/04/2019

Nos dias de hoje, a atividade física tornou-se uma questão de saúde pública. Diversas doenças e comorbidades podem ser evitadas com a prática regular e orientada de exercícios físicos, o que gera efeitos positivos em todos os órgãos do corpo.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a prática de exercícios é capaz de reduzir o risco de morte por doenças cardiovasculares, diminuir a probabilidade de desenvolvimento de diabetes mellitus tipo 2 e câncer, além de promover bem-estar, afastando quadros de depressão e crises de ansiedade.

Os benefícios não param por aí. Pode-se citar ainda: a redução da pressão arterial e do nível de glicose no sangue;a prevenção da aterosclerose (acúmulo de gorduras, colesterol e outras substâncias nas paredes das artérias); a manutenção da saúde óssea;a redução das dores musculares e articulares;a diminuição da gordura corporal, a melhora da postura e do condicionamento físico como também o aumento da capacidade do organismo em combater as consequências do estresse emocional.

Tudo isso se torna visível com a continuidade dos exercícios, principalmente quando aliados a uma alimentação equilibrada. O corpo precisa que esse estímulo seja rotineiro para se adaptar de forma saudável às exigências impostas.Caso contrário, quando essa prática é eventual, irregular e não supervisionada, pode levar a dores e inflamações das articulações, entre outras consequências prejudiciais.

Todas as pessoas podem e devem praticar atividade física, mas, antes de iniciar, é necessário passar por uma avaliação. Não só aquelas que já possuem alguma doença, mas todo indivíduo que se encontra sedentário. É preciso saber se existe alguma limitação, restrição ou risco à saúde.

Adquira o hábito saudável de praticar atividade física e perceba as mudanças positivas em sua qualidade de vida.

Fabíola Costa
Segundo-Tenente (RM2-S)
Serviço de Fisioterapia do HCM




Veja mais: