Museus Navais

MUSEU DO CORPO DE FUZILEIROS NAVAIS

Localizado no sítio histórico da Fortaleza de São José da Ilha das Cobras, na cidade do Rio de Janeiro, seu circuito expositivo está disposto em túneis subterrâneos construídos no século XVIII, compondo um salão principal para exposições e uma mostra permanente que registra a participação do CFN nos principais fatos da história da Marinha do Brasil, reunindo materiais arqueológicos e iconográficos, documentos históricos, obras de arte, além de equipamentos, viaturas, armaria, uniformes e condecorações de militares.
O Museu está aberto de terça a sexta-feira (entrada franca), das 09h às 12h e 13:30h às 16h. As visitas podem ser marcadas pelo telefone (21) 2126-5053.
Acesso: no final da Rua Primeiro de Março, entrar na área do 1º Distrito Naval; atravessar a ponte Arnaldo Luz; subir pelo elevador do Hospital Central da Marinha e dirigir-se ao Batalhão Naval, ou, de carro, entrar pelo portão do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro.

 

 

MUSEU NÁUTICO DA BAHIA

O Museu Náutico da Bahia tem como objetivo transmitir conhecimentos relativos à Hidrografia, Sinalização Náutica, Navegação na Bahia do Século XVII e XVIII, ao naufrágio do Galeão Sacramento e sua Arqueologia Submarina, e sobre a própria história da fortaleza e suas transformações. Além da exposição de um rico acervo, o museu é provido de salas para exposições temporárias e demais eventos culturais, biblioteca e informações correlatas ao seu acervo através de publicações e multimídia. O museu também contempla aspectos voltados para assuntos ecológicos, dentre os quais está a educação ambiental. Tel: (071) 3264 3296 / 3331 8039

 

 

MUSEU NAVAL DO RIO GRANDE

 

Inaugurado em 12 de dezembro de 2001, a temática desenvolvida refere-se à história da instalação da Capitania dos Portos do Rio Grande do Sul e das diversas Organizações Militares sediadas na cidade do Rio Grande, dentre elas: a Estação Naval do Rio Grande, o Grupamento de Fuzileiros Navais do Rio Grande, o Serviço de Sinalização Náutica do Sul, o 5º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral, a Estação Radiogoniométrica da Marinha no Rio Grande, o Grupamento de Patrulha Naval do Sul e o Depósito Naval de Rio Grande. Telefone para contato: (53) 3233-6108 / 3233-6333

 

 

ESPAÇO DE MEMÓRIA HISTÓRICA

O “Espaço da Memória Histórica” foi inaugurado no dia 28 de setembro de 1994. É localizado no andar térreo da Casa D’Armas da Ponta da Armação. No espaço encontram-se maquetes, fotos, documentos, instrumentos náuticos, entre outros itens em exposição relacionados à hidrografia, oceanografia, cartografia, meteorologia, auxílios à navegação e pesquisa científica na Antártica.
No espaço, situa-se a Praça D’Armas do Navio Oceanográfico (NOc) “Almirante Saldanha”. Remontada integralmente no local, conta com itens originais como as vigias do navio; uma coleção de brasões que registram visitas feitas e recebidas pela embarcação; o telefone utilizado para comunicação interna e externa; o piano, uma raridade em navios; louças e pratarias. A área externa à Praça D’Armas simula o ambiente típico de um cais. No local, foi inaugurado, em 28 de setembro de 2017, o quadro “Navio Oceanográfico (NOc) ‘Almirante Saldanha’ em Sede Histórica da Hidrografia”, pintura em óleo sobre tela, de Carlos Kirovsky, que retrata o navio e a antiga sede da Repartição Hidrográfica localizada na Ilha Fiscal, entre 1914 e 1983, um dos mais belos monumentos do Período Imperial no Rio de Janeiro.
O Espaço da Memória Histórica da DHN é aberto a visitações públicas gratuitas, que deverão ser agendadas pelo telefone (21) 2189-3387 ou pelos e-mails dhn.ouvidoria@marinha.mil.br e dhn.comunicacaosocial@marinha.mil.br.

 

 

COMPLEXO CULTURAL DA MARINHA DO RIO DE JANEIRO


Localizado no Centro do Rio de Janeiro, abriga o Museu Naval (MN), sede da Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha (DPHDM), o Espaço Cultural da Marinha (ECM) e a Ilha Fiscal (IF). No Museu, embarque na exposição “O Poder Naval na Formação do Brasil” e descubra a importância da Marinha para consolidar a unidade nacional. Mais adiante, conheça o Espaço Cultural com os Passeios Marítimos (Baía de Guanabara e IF), a Nau dos Descobrimentos, o Helicóptero, o Submarino “Riachuelo”, o Contratorpedeiro “Bauru” e o carro de combate Cascavel. Por fim, visite a Ilha Fiscal, palco do último Baile do Império, e saiba mais sobre essa “caixa de joias” do Império.

 

 

CENTRO CULTURAL DA MARINHA EM SÃO PAULO

Localizado na Avenida 9 de julho 4.597, o Centro Cultural da Marinha em São Paulo foi inaugurado em 17 de fevereiro de 1998 e possui um acervo permanente sobre: Primeira e Segunda Guerras Mundiais, Guerra do Paraguai, Marinha contemporânea, Oficina de leitura e pesquisa, O navio, A formação da Armada.

 

 

MUSEU OCEANOGRÁFICO

 

Começou a funcionar como museu oceanográfico a partir de 1982, na antiga sede do Projeto Cabo Frio, embrião do futuro IEAPM. Originou-se da idéia de expor um esqueleto de uma Orca com seis metros de comprimento, que havia encalhado e sucumbido na Ilha do Cabo Frio em 1981, apesar de todo o esforço dos pesquisadores do Projeto Cabo Frio.

 

 

 

CENTRO CULTURAL DA MARINHA EM SANTA CATARINA

Inaugurado em 29 de junho de 2016, contribuirá para difundir a mentalidade marítima e a vocação do nosso País para o mar, além de ser mais uma opção cultural e de lazer para a população. O local que abrigou tanto o histórico Forte Santa Bárbara quanto a Capitania dos Portos do Estado de Santa Catarina está localizado na rua Antônio Luz nº 260.

 

 

MUSEU DA IMIGRAÇÃO DA ILHA DAS FLORES

Desde o ano de 2010, a Marinha do Brasil (MB) e a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) mantêm um convênio de cooperação que visa preservar a memória da imigração no Brasil, particularmente da Hospedaria de Imigrantes da Ilha das Flores, que funcionou entre 1883 e 1966, sendo a primeira hospedaria de imigrantes criada pelo governo brasileiro, ainda no período imperial, e que chegou a receber a ilustre visita de Dom Pedro II.
Em 2016, com recursos providos pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ), foi inaugurado o Museu da Imigração da Ilha das Flores, composto pelo Circuito a Céu Aberto e pela Exposição Interativa Permanente. A partir daquele momento o museu passou a funcionar de terça a domingo, das 9h às 17h, recebendo visitantes para conhecer a história da imigração na Ilha das Flores gratuitamente.
O Museu da Imigração está localizado na Av. Paiva, s/nº - Ilha das Flores - Neves - São Gonçalo - RJ. Telefone: (21) 3707-9504.

 

 

MUSEU DA AVIAÇÃO NAVAL

O Museu da Aviação Naval está localizado na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, na cidade de São Pedro da Aldeia, Rio de Janeiro, e foi criado em 23 de agosto de 2000.
Possui um acervo diversificado, contando com aeronaves originais e réplicas, diversos motores, inúmeras maquetes, fotos, documentos e manuais das OM do Complexo da Força Aeronaval.
O Museu da Aviação Naval funciona para atendimento ao público de terça-feira à quinta-feira, sábado e domingo das 08:00h às 11:30h e de 13:00h às 16:30h.
Visitações escolares poderão ser solicitadas pelo telefone (22) 2621-4133 ou por e-mail: museu@banspa.mar.mil.br. As demais solicitações de visita pelo telefone (22) 2621-4006.

 

 

MUSEU DA BASE NAVAL DE NATAL

O Museu Naval de Natal, localizado nas dependências da Base Naval (BNN), possui acervo referente à participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial e sobre a construção da BNN, comandada na época pelo Almirante Ary Parreiras. Os interessados em visitá-lo, deverão agendar a visita na Assessoria de Comunicação do Comando do 3º Distrito Naval, telefone 3216-3028.

 

 

CORVETA-MUSEU "SOLIMÕES"

O Corveta-Museu "Solimões", localizado no Complexo Feliz Lusitânia, Campina, Belém-PA, foi construído por um estaleiro holandês em 1954, e foi entregue à Marinha Brasileira em 1955. Esteve subordinada ao Comando do 4º Distrito Naval até 2004. Neste mesmo ano, através de convenio Secretaria de Cultura/Marinha do Brasil, iniciou-se o processo de adaptação da Corveta em navio-museu. O circuito expositivo rememora a trajetória da própria embarcação nas águas brasileiras e o cotidiano de sua tripulação.
Horário de funcionamento: De terça a sexta-feira, das 9h às 16h. Sábados, domingos e feriados, das 9h às 13h.

 

 

MUSEU MARÍTIMO - MARANHÃO

SOAMAR-Maranhão é responsável pelo acervo do Museu Marítimo e a Capitania dos Portos do Maranhão pelo prédio cedido, localizado na Ponta da Amarração, São Luis – MA
Telefone para agendamento: (98) 3232 5233

 

EXPOSIÇÃO PERMANENTE DA MARINHA DO BRASIL

Localizada no bloco N da Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF), a exposição reúne maquetes de navios, aeronaves e submarinos da Marinha do Brasil. O acervo é composto, também, por painéis com temas sobre: poder naval (no ar, no mar e na terra); intendência; tradições navais; nossa gente; Marinha no Pantanal e Amazônia Azul.
A exposição está aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 9h as 17h, exceto feriados.
Telefone para agendamento: (98) 3232 5233