Projetos

Avaliação da Fecundidade de Corais de Águas Profundas no Sudeste do Brasil: Projeto em parceria com a Petrobras relacionado ao estudo de processos biológicos dos corais de ambientes profundos no sudeste do Brasil. O principal objetivo é avaliar a taxa de fecundidade de espécies liberadoras de gametas através de procedimentos histológicos. Os corais são organismos marinhos que formam ecossistemas responsáveis pela maior parte da biodiversidade marinha atualmente conhecida. Para o senso comum esses ambientes se restringem a áreas rasas próximas às zonas costeiras, todavia, a ciência tem revelado que mais da metade das espécies de corais existentes hoje vivem na escuridão de áreas profundas dos oceanos.

BIOCOM (Construção de Métodos de Sinalização com Características de Ruídos Bioacústicos da Comunicação Submarina): O projeto visava a caracterização dos sinais acústicos biológicos nas proximidades da Ilha do Cabo Frio em Arraial do Cabo/RJ e transmissão de sinais de comunicação compatíveis com as características dos sinais bioacústicos costeiros estudados. Foi realizado em parceria com a UALG (Portugal), ocorrendo a vinda, através do programa Ciências sem Fronteiras na modalidade Pesquisador Visitante Especial, do professor Sérgio Jesus. Projeto finalizado.

CLICPEM:  A partir das informações do perfil vertical atmosférico é realizado o estudo climatológico das condições de Propagação Eletromagnética (PEM) na atmosfera marinha e costeira do Brasil. As condições de propagação são estimadas a partir do gradiente vertical do índice de refratividade M, permitindo identificar a variabilidade das condições de PEM bem como a formação de dutos de evaporação em função das diferentes situações sinóticas.

CSUB (Comunicações Submarinas): É proposto o desenvolvimento de um sistema de comunicações submarinas por métodos acústicos confiável, escalável e seguro, visando prover a Marinha de uma tecnologia nacional de comunicações submarinas. É também responsável por dar continuidade nas ações de instalação da Estação Submarina baseada na infraestrutura que vem sendo construída para o projeto LABMMAR.

CSUB – FINEP (Projeto Comunicações Submarinas em conjunto com a FINEP): O objetivo do projeto é desenvolver sistemas seguros de transmissão de dados, por métodos acústicos, entre plataformas submarinas e de superfície bem como entre estações de terra e plataformas submarinas, contribuindo no desenvolvimento das comunicações submarinas em apoio às ações do projeto CSUB.

CSUB-GUERREIRO: O projeto consiste na implantação de um Sistema Digital de Comunicação Acústica Submarina por meio de aeronave de asa rotativa.

Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Ciências do Mar de Estudos de processos oceanográficos integrados da Plataforma continental ao Talude (INCT PRO-OCEANO) : Projeto de cooperação multi-institucional cuja missão é contribuir para a compreensão dos processos oceanográficos da margem continental brasileira de forma integrada, em diferentes escalas espaciais e temporais. Como objetivo geral, este INCT irá estabelecer modelos conceituais visando a compreensão de processos oceanográficos de interação entre o oceano e a plataforma continental; identificar e quantificar os fluxos e as trocas de propriedades entre diferentes compartimentos do sistema; abordar seus efeitos sobre a biodiversidade e a influência das mudanças globais induzidas por fatores naturais e antrópicos e seus impactos para a sociedade. O projeto abrange mais de 30 instituições de pesquisa e cerca de 120 pesquisadores. 

LABMMAR (Laboratório de Monitoramento por Métodos Acústicos da Ressurgência): O projeto tem como finalidade o estudo da ressurgência em Arraial do Cabo utilizando métodos de inversão acústica e, subsidiariamente, sua estrutura será utilizada como base para o estabelecimento da Estação Submarina do Projeto CSUB.

MMinas fase 1 : Este projeto teve como objetivo conhecer as influências do meio ambiente (fatores oceanográficos físicos, geológicos, biológicos, químicos e meteorológicos/climatológicos) que atuam nas minas de fundeio e de fundo, a fim de prover informações para a Guerra de Minas, uma importante possibilidade de defesa de nossos portos e das rotas de navegação da marinha mercante. Projeto finalizado.

MMinas fase 2 : Fruto de uma parceria entre o IEAPM e o Com2DN, na Área Temática Meio Ambiente Operacional, o MMINAS fase 2 tem como objetivo compreender as influências do meio ambiente no soterramento das minas de fundo, nas mudanças de posicionamento devido ao arrasto provocado pela incrustação biológica ao longo do tempo nas minas de fundeio e na definição dos esquemas de cores das minas a fim de maximizar sua camuflagem. E finalmente implementar os resultados obtidos como camadas geoespaciais temáticas adicionais às cartas digitais de navegação, com informações ambientais focadas na Guerra de Minas.

Monitoramento Ambiental do Estaleiro e Base Naval (MAEBN) : Este monitoramento foi iniciado em 2011, tendo como cliente a Coordenadoria-Geral do Programa de Desenvolvimento de Submarino com Propulsão Nuclear (COGESN) e conta com a participação do Departamento de Geoquímica Marinha, Departamento de Biotecnologia Marinha e Departamento de Oceanografia (Divisões de Oceanografia Biológica e Oceanografia Física). O projeto  tem como objetivo acompanhar e controlar os possíveis impactos advindos da instalação do empreendimento Estaleiro e Base Naval (EBN) sobre a água, fauna e flora marinha na área de influência do empreendimento (Baía de Sepetiba), através do monitoramento das Correntes Marítimas, Biota Aquática e Qualidade da Água. É monitorada ainda a presença de Radionuclídeos no ambiente, sendo acompanhados os isótopos 137Cs em sedimento e água e 90Sr em peixes, além de metais pesados em peixes. Este projeto é coordenado pelos laboratórios da área de Oceanografia Biológica.

Monitoramento de Radionuclídeos na Costa Brasileira tem como objetivo determinar os níveis atuais de contaminação por radionuclídeos artificiais do meio marinho na costa brasileira, com ênfase nas concentrações de Césio 137 na água e nos sedimentos e, deste elemento e de Estrôncio 90 em peixes, de acordo com o estabelecido pelo ComOpNav,  AgNSNQ e IEAPM. Inicialmente foram propostos 21 pontos de amostragem. No momento este Programa encontra-se em negociação com a AgNSNQ. Este projeto é desenvolvido no Laboratório de Radionuclídeos.

Multi-Perfilador Oceanográfico Descartável (MPOD) : inserido no projeto Sistemas de Obtenção de Dados Ambientais para Defesa (SIODC), iniciou seu desenvolvimento em cooperação com o Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) e teve como objetivo desenvolver um protótipo de multi-perfilador oceanográfico descartável para emprego em meios navais, minimizando custos inerentes à obtenção e à operação de um perfilador com características similares ao XBT. Na primeira fase, um sensor de temperatura baseado em fibra ótica foi desenvolvido com tecnologia inovadora, que, após testes na Enseada dos Anjos, teve sua patente requerida.

OAEx (Ocean Acoustic Exploration): Projeto com intercâmbio de pesquisadores europeus (portugueses e belgas), brasileiros e canadenses para realização de experimentos relativos à acústica submarina, geoacústica, tomografia acústica, comunicação submarina e redes de observação oceanográficas. Projeto finalizado.

Pesquisa Ecológica de Longa Duração – Ressurgência de Cabo Frio (PELD-RESSURGÊNCIA) : O IEAPM coordena o Programa de Pesquisa Ecológica de Longa Duração (PELD) atualmente em andamento e com apoio financeiro do CNPq, em parceria com as seguintes universidades: Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade de Pernambuco (UPE) e Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNI-Rio). O Projeto tem como principal objetivo a continuidade de um sítio de pesquisa permanente de longa duração no ecossistema de Ressurgência de Cabo Frio, RJ, para estudar os processos estruturadores do funcionamento deste ecossistema.

Processos Oceanográficos (PROCEAN) iniciou-se em 2012 para atender ao Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) e às atividades vinculadas ao aprimoramento do Sistema Tático de Fatores Ambientais (STFA). Dentre as atividades que estão sendo realizadas, citam-se o aprimoramento do programa de qualificação CARGO em linguagem Python, que realiza testes de controle de qualidade para dados de Temperatura e Salinidade da água do mar adquiridos por perfiladores (CTD, XBT e Argos), medidores temporais (TSG e CTD), e recentemente por veículos autônomos (AUV). Futuramente, outros módulos (parâmetros ambientais) de qualificação poderão ser adicionados ao programa, tais como: oxigênio dissolvido e correntes marinhas, de diversas fontes de aquisição. Este projeto é desenvolvido no Laboratório de Processos Oceânicos (LabPRO).

PROPENERG (Sistema de Propagação de Energia Acústica): O projeto visa produzir informações sobre os parâmetros acústicos e geoacústicos submarinos, operacionalizando um Banco de Dados de Ruido Ambiental Submarino e outro de dados Geoacústicos Submarino. Outro objetivo é planejar, implantar e operar um Sistema de Monitoramento Acústico Submarino para a região de Cabo Frio, visando o aprimoramento dos sistemas de previsão da propagação acústica submarina.

Sistema de Avaliação das Condições de Ocorrência de Nevoeiros (SISACON): tem como objetivo desenvolver um sistema de informações objetivas e integradas para auxílio à previsão de nevoeiros, através da avaliação dos produtos da previsão numérica de maior relevância, aliados a resultados de análises climatológicas, e procurando a integração do maior número possivel de recursos técnicos. A execução está a cargo do Laboratório de Monitoramento e Modelagem Atmosférica Aplicada a Sistemas de Informação. Um termo de compromisso entre o IEAPM, CHM e BaeNSPA está em fase de elaboração e prevê a participação destas organizações.

Sistema de Previsão do Ambiente Acústico para o Planejamento das Operações Navais (SISPRES) é um projeto realizado desde 1998 e cujo cliente é o Comando de Operações Navais (ComOpNav). Tem como objetivo fornecer informações ambientais e da propagação acústica na área de interesse da MB, em sistema computacional multiplataforma. O software foi aprimorado para linguagem de programação moderna incluindo conceitos de georeferenciamento e disseminação das informações em formato similar a Additional Military Layer (AML). Este projeto é desenvolvido no Laboratório de Oceanografia Acústica Computacional.

Sistema Integrado de Obtenção de Dados Oceanográficos (SIODOC): inserido no projeto Sistemas de Obtenção de Dados Ambientais para Defesa (SIODC), foi inicialmente desenvolvido com recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e teve como objetivo  desenvolver sistemas integrados de obtenção, processamento e apresentação de dados meteorológicos e oceanográficos de uma área oceânica fronteira a Arraial do Cabo (RJ). O principal elemento do projeto foi o fundeio de uma boia meteoceanográfica, para coleta contínua de dados, com transmissão em tempo real para uma estação em terra. A boia esteve em operação entre 14/07/2013 e 21/11/2015 e os dados foram livremente disponibilizados, tendo sido utilizados por diversas instituições operacionais, de ensino e pesquisa e empresas privadas. Este projeto é desenvolvido no Laboratório de Dinâmica Costeira e Estuarina.