Heráldica

Descrição

Num escudo boleado, encimado pela coroa naval e envolto por uma elipse feita de um cabo de ouro determinado em nó direito, em campo azul uma ancora sobre um caduceu de Mercúrio, ambos em ouro e passados em aspa; em chefe,uma faixa ondada de prata, carregada de dois siris de vermelho.

Explicação

No campo azul, o caduceu de Mercúrio, filho de Júpiter e Deus do Comércio, simboliza as relações comerciais mantidas entre os povos desde a mais remota antiguidade; a âncora, sobrepondo-se à insígnia daquela divindade mitológica, alude a vigilância e proteção da Marinha ao tráfego marítimo comercial, expressão de desenvolvimento e expansão daquelas atividades, a faixa ondada de prata, em chefe a carregada dos siris de vermelho, evocando rio destes crustáceos relembra o nome indígena de Sergipe (rio de siris), designação proveniente do Ciri-gy-pe e alude ao do progressista Estado da Federação, de jurisdição da Capitania em apreço a que esta dá o nome.