A atuação das Forças Armadas na Operação de Combate ao Aedes Aegypti é marcada pela satisfação da população

A motivação dos militares e a receptividade da população tem sido o ponto alto da Operação de Combate ao Aedes Aegypti em Natal. Para a moradora Dalvanira Augusto, 58 anos, dona de casa, que já foi vítima de enfermidade causada pelo mosquito, “é muito importante o trabalho da Marinha, do Exército e da Aeronáutica”.

Já para Priscila Vieira, 31 anos, funcionária pública, “com as Forças Armadas junto aos profissionais de saúde, a população abre as portas para receber informação”, enfatizou a moradora.

Para a tenente Ingrid Costa, que tem atuado na Operação, participar de uma campanha como essa é motivo de grande orgulho. “Se todos unirem forças, todos serão beneficiados e poderão se orgulhar no presente e no futuro”, enfatizou a Oficial depois da ação no bairro do Alecrim.