Estação Radiogoniométrica da Marinha em Natal realiza mutirão de Combate ao Aedes Aegypti

A forma mais eficaz de se combater o mosquito Aedes Aegypti é evitar os focos de acúmulo de água limpa, locais perfeitos para a proliferação desse transmissor de doenças graves como a dengue, febre amarela, chikungunya e zika vírus.
Nesse contexto, a Estação Radiogoniométrica da Marinha em Natal (ERMN) tem realizado, diariamente desde o dia 29 de janeiro de 2016, mutirões com a participação de toda a Tripulação com o intuito de realizar a coleta de objetos que possam se tornar potenciais criadouros desse mosquito; afixado informativos e promovendo palestras de conscientização de formas de se combater esse vetor de doenças, tendo essa iniciativa se estendido aos lares dos militares da ERMN.
“Se cada um fizer a sua parte, não vai ter dengue”, disse o 2ºSG-CN HENRIQUE, após percorrer uma grande área de mata nativa e ter encontrado inúmeros objetos descartados de forma irresponsável.