Capitania dos Portos da Bahia habilita novos marinheiros em Garapuá/BA

Capitania dos Portos da Bahia habilita novos marinheiros em Garapuá/BA

 

 

Objetivando capacitar marinheiros na comunidade de Garapuá, no município de Cairu (BA), a Capitania dos Portos da Bahia (CPBA) ofertou, no período de 21 de janeiro a 3 de fevereiro, o curso de formação de aquaviários marinheiro auxiliar de convés e de máquinas. As aulas foram ministradas no centro comunitário da cidade por militares da CPBA.

 

O curso, composto por 18 matérias, ofertou instruções de marinharia; de regulamento internacional para evitar abalroamento no mar; de sobrevivência; manobras de embarcação; comunicações navais; segurança do trabalho; relações interpessoais; legislação marítima e ambiental; primeiros socorros, entre outras.

 

De acordo com a Capitão-Tenente (RM2-T) Niljane Alves dos Santos, Encarregada do Ensino Profissional Marítimo, “a conclusão do curso representa um passo importante para a indústria marítima, pois os marinheiros qualificados e certificados contribuem para a segurança da navegação e salvaguarda da vida humana no mar, preservando vidas e gerando desenvolvimento para a região”.

 

A formação capacitou os alunos para exercerem a função de serviço geral de convés e subalterno de quarto de navegação em embarcações com até 300 de arqueação bruta (AB) e potência propulsora menor que 250 KW empregados em navegação interior e, como comandante, após um ano de embarque, em embarcações com até 10 AB e potência propulsora menor que 250 kW, exceto aquelas que transportam passageiros quando em área de navegação interior.

 

Além disso, depois de embarcarem por um ano, os marinheiros poderão realizar o curso Especial de Transporte de passageiros (ESEP) que dará a eles a condição de navegar uma embarcação de até 50 AB e, também, de transportar passageiros. Para o pescador e aluno Luciano Silva Santos, de 47 anos, “o curso realizado pela Capitania possibilitou a aproximação da Marinha com a comunidade de Garapuá e reforçou a importância das ações de inspeção naval realizadas na região”.

 

Ao final das aulas, 39 marinheiros auxiliares de convés e de máquinas receberam um certificado de conclusão de curso e a Carteira de Registro (CIR) – documento de habilitação, identificação e registro de dados pessoais do aquaviário.