O Museu do CFN

¬†¬†¬†¬† Localizado no s√≠tio hist√≥rico da Fortaleza de S√£o Jos√© da Ilha das Cobras, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), o Museu do Corpo de Fuzileiros Navais est√° situado nas instala√ß√Ķes que, desde o fim da campanha contra os franceses em Caiena (Guiana Francesa ‚Äď 1809), foram ocupadas pelos componentes da Brigada Real da Marinha, origem do¬† atual Corpo de Fuzileiros Navais.

¬†¬†¬†¬† O circuito expositivo do Museu comp√Ķe-se de¬† dois t√ļneis subterr√Ęneos¬† que, historicamente, foram constru√≠dos para servir de liga√ß√£o segura entre as fortalezas erguidas pelos portugueses, a partir do s√©culo XVII, e onde est√£o expostos documentos, medalhas, pratarias, material arqueol√≥gico, fotografias, equipamentos e armamentos.

     No salão principal, estão expostas obras de arte, esculturas, medalhística, pratarias, maquete da ilha em 1736, miniaturas e acervo de ex-Comandantes-Gerais do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN).

¬†¬†¬†¬† O p√ļblico poder√° conhecer tamb√©m a galeria de uniformes hist√≥ricos, localizada em um antigo t√ļnel que ligava as fortalezas na Ilha das Cobras. Na galeria est√£o expostos alguns dos modelos utilizados pelos fuzileiros navais no decorrer da sua trajet√≥ria hist√≥rica.¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†

¬†¬†¬†¬† O circuito conta, ainda, com um sal√£o projetado em antigas instala√ß√Ķes da Fortaleza de S√£o Jos√©, onde o visitante ter√° acesso a uma exposi√ß√£o permanente, com 40 pain√©is e monitores de LCD, que contam a participa√ß√£o do CFN nos eventos ligados √† forma√ß√£o da nacionalidade e do Estado brasileiro.

¬†¬†¬†¬† No Museu a c√©u aberto, o visitante ter√° contato com viaturas operativas, canh√Ķes, metralhadoras e motocicletas que foram usados pela corpora√ß√£o, uma escava√ß√£o arqueol√≥gica, na qual o visitante pode observar parte do contra-forte da muralha da Fortaleza, constru√≠da no s√©culo XVIII, e o Monumento aos Fuzileiros Navais Mortos em Combate.

PROCEDIMENTOS PARA VISITAS

O Museu está aberto de terça a sexta-feira (entrada franca), das 9h às 12h e das 13h30 às 16h.

As visitas podem ser marcadas pelo telefone (21) 2126-5053.

Acesso: no final da Rua Primeiro de Mar√ßo, entrar na √°rea do 1¬ļ Distrito Naval; atravessar a ponte Arnaldo Luz; subir pelo elevador do Hospital Central da Marinha e dirigir-se ao Batalh√£o Naval, ou, de carro, entrar pelo port√£o do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro.

√Č proibida a entrada de pessoas usando sand√°lias de dedo tipo "havaianas", bermudas/shorts, roupas transparentes ou decotadas em excesso, vestidos e saias curtas e camisetas sem manga.

O Museu do CFN oferece, ainda, os seguintes serviços:

· Exposição itinerante, desde que devidamente autorizada pelo Comando-Geral do CFN;
. Visitas guiadas;
. Auxílio a pesquisas históricas;
· Arquivo iconográfico;
. Fornece subsídios para a pesquisa sobre o histórico do CFN, quando devidamente autorizado pelo Comando-Geral do CFN.