Escola de Aprendizes-Marinheiros do Ceará promove atividades preventivas sobre o Setembro Amarelo

    Durante todo o mês de Setembro, a Escola de Aprendizes-Marinheiros do Ceará (EAMCE), por meio do Núcleo de Assistência Social, realiza uma série de atividades voltadas para a prevenção ao suicídio, a fim de sensibilizar a Família Naval para os cuidados com a saúde mental. Ao total, foram planejados quatro encontros, que abrangem também as Organizações Militares apoiadas.
    No dia 1º de Setembro ocorreu palestra de prevenção ao suicídio para tripulação da EAMCE, ministrada pelo Suboficial Enfermeiro Jalbert Azeredo, com o tema: “Depressão não é frescura”. Ainda no dia 1º de Setembro, ocorreu um “Corridão em favor da vida” com os militares da Agência da Capitania dos Portos em Aracati (AgAracati). O evento, que possibilitou dar visibilidade à ação nas ruas de Aracati, contou com 29 praças, dentre eles militares da ativa e veteranos.
    As agências de Camocim e Aracati, no Ceará, e Capitania dos Portos do Ceará assistirão, remotamente, no dia 15 de Setembro, a uma palestra sobre prevenção ao suicídio. No mesmo dia, os alunos da EAMCE estarão, durante a manhã, em uma palestra ministrada pelo Doutor Matheus Rodrigues da Silva, especialista em gestão do comportamento nas organizações. E, no período da tarde, os alunos participarão de um momento de reflexão com o Capelão José Roberto.
    A iniciativa contribui para a conscientização sobre a prevenção do suicídio, buscando alertar a Família Naval a respeito da realidade da prática no Brasil e no mundo. Para o Setembro Amarelo, a melhor forma de se evitar um suicídio é por meio de diálogos e discussões que abordem o problema. Essa ação integra o Programa Qualidade, previsto nas Normas sobre Assistência Social na Marinha do Brasil e previsto no Plano de Assistência Social da Marinha (2021-2024).