Dia da Ciência, Tecnologia e Inovação da Marinha - 2024

 

CERIMÔNIA ALUSIVA AO DIA DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DA MARINHA 2024

 

A Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM) realizou, às 18h00 do dia 18 de abril, no Clube Naval de Brasília, a Cerimônia alusiva ao “Dia da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) da Marinha", com a presença de diversas autoridades do Executivo, Legislativo e Judiciário Federal, além de membros do Corpo Diplomático, da Academia e da Base Industrial de Defesa.

Dentre os eventos programados para a cerimônia, destacam-se a entrega do Prêmio “Soberania pela Ciência” e o lançamento da 35ª Edição da Revista “Pesquisa Naval".

 

O Prêmio "Soberania pela Ciência"

O Prêmio “Soberania pela Ciência”, criado em 2016, tem como propósito reconhecer e premiar o trabalho desenvolvido por pesquisadores e equipes de pesquisa das Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICT) da Marinha.

Nesta sétima edição, o Prêmio foi concedido ao trabalho intitulado "Previsão do Enterramento de Munições e Minas Navais em Leito Marinho Arenoso: um Modelo Acoplado Considerando Mudanças Morfológicas e Instabilidade Induzida por Ondas", de autoria do Capitão de Corveta Pessanha, PhD em Oceanografia Física pela Naval Postgraduate School da Califórnia, Estados Unidos.

A Revista “Pesquisa Naval”

A Revista Pesquisa Naval (RPN) é um periódico científico de publicação anual que apresenta à comunidade científica uma coletânea de estudos desenvolvidos por pesquisadores das Áreas Científica, Tecnológica e de Inovação, cujos temas sejam das áreas de interesse da Marinha. O periódico é publicado pela Diretoria-Geral de Desenvolvimento nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM) e é avaliado pelo Sistema de Classificação de Periódicos, Anais, Revistas e Jornais (QUALIS) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) nas seguintes categorias: "B4", na áreas de avaliação Engenharia II, "B5", nas áreas de avaliação Engenharia III, Engenharia IV, Geociências e Ciências Ambientais; e "C", nas áreas de avaliação Biotecnológica, Ciências da Computação, Matemática/Probabilidade Estatística e Química.
 

Patrono da Ciência, Tecnologia e Inovação na Marinha

Em 22 de abril, dia do nascimento do Almirante Álvaro Alberto e, portanto, data significativa para a Ciência e Tecnologia no Brasil e, em particular, para a nossa Marinha, prestamos homenagem a esse proeminente Brasileiro e Marinheiro. Patrono da Ciência, Tecnologia e Inovação da Marinha do Brasil, o Almirante Álvaro Alberto deixou-nos, como legado, a inabalável convicção de que o domínio e a aplicação do conhecimento são os vetores para a prosperidade nacional.

 

Almirante Álvaro Alberto, Patrono da Ciência, Tecnologia e Inovação na Marinha

 

Breve histórico

O Almirante Álvaro Alberto exerceu o Magistério, por mais de três décadas. Catedrático do Departamento de Físico-Química da Escola Naval, dedicou-se ao desenvolvimento de pesquisas, na área de explosivos, e aos estudos mais aprofundados concernentes à Energia Nuclear.

Além dos Cargos e Funções desempenhados ao longo da Carreira Naval, percorreu distintas trajetórias, alicerçado pela sua destacada competência. Nesse contexto, logrou êxito: como Presidente da Sociedade Brasileira de Química; como um dos criadores e primeiro Presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ); como um dos idealizadores da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN); como Representante Brasileiro na Comissão de Energia Atômica da Organização das Nações Unidas; e como Presidente da Academia Brasileira de Ciências.

Em reconhecimento por sua abnegação, o primeiro submarino brasileiro com propulsão nuclear será batizado com o seu nome - o Submarino Álvaro Alberto (SN-BR) - e, também, o mais importante Prêmio de CT&I no Brasil, que laureia, anualmente, pesquisadores e cientistas que prestam importantes serviços nessa área de atuação.