Marinha do Brasil coordena a segurança da área fluvial na inauguração da Usina Fotovoltaica de Sobradinho

No dia 5 de agosto, a Marinha do Brasil proporcionou a segurança da navegação na inauguração da primeira etapa da implantação da usina solar fotovoltaica flutuante na Usina Hidrelétrica de Sobradinho, no sertão da Bahia. Durante o evento, a Agência Fluvial de Juazeiro, subordinada ao Comando do 2º Distrito Naval, coordenou a segurança da área fluvial, com o emprego de quatro embarcações e 18 militares, além de uma equipe de mergulhadores, composta por cinco militares, utilizada na vistoria de segurança na lancha e no cais de partida e chegada do Presidente da República, em apoio ao Comando de Segurança de Área (CSA) e ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI-PR)

A Usina foi construída com os painéis solares colocados no rio São Francisco. Com capacidade instalada de 1 Megawatt pico (MWp) e um total de 3.792 painéis solares, o empreendimento utilizou uma área de lago de, aproximadamente, 11 mil metros quadrados (m²) para a instalação. Executado pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), é considerado o maior projeto de Pesquisa e Desenvolvimento desse tipo de tecnologia flutuante no Brasil.