Dia da Bandeira é comemorado no Farol da Barra em Salvador

Ao final da manhã do dia 19 de novembro, o Comando do 2º Distrito Naval (Com2ºDN) realizou a tradicional cerimônia em comemoração ao Dia da Bandeira, na fortaleza de Santo Antônio da Barra, onde estão instalados o Museu Náutico da Bahia e o Farol da Barra, um dos principais cartões postais de Salvador.

A cerimônia teve início com o hasteamento da Bandeira do Nacional, ao som do Hino Nacional Brasileiro, executado pela Banda do Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador (GptFNSa). Na sequência, foram incineradas as bandeiras inservíveis e desgastadas pelo uso, juntamente com uma salva de 21 tiros de canhão disparados pelo Navio-Balizador “Tenente Boanerges” (H25). Após a execução do Hino à Bandeira, o Comandante do 2º Distrito Naval, Vice-Almirante Almir Garnier Santos, ofertou novas Bandeiras Nacionais ao Colégio São Bento e à Casa Pia e Colégio de Órfãos São Joaquim, que enviaram alunos para a solenidade.

Durante a cerimônia, uma aeronave UH-12 da Força Aeronaval realizou um vôo rasante transportando uma Bandeira Nacional desfraldada, chamando a atenção das pessoas que frequentavam a praia no domingo. A turista carioca Cristiane Santos, 45, entendeu na hora o que significava a cena. “Muita gente não sabe que dia é hoje. Sei porque tenho filhos e tenho que saber as datas comemorativas por causa da escola”, disse.

Aos jornalistas presentes, o Vice-Almirante Garnier explicou a importância do Dia da Bandeira para a Marinha do Brasil: “quando estamos navegando pelos mares do mundo, a Bandeira do Brasil às vezes é a única referência à pátria, além da língua falada a bordo. Hasteada no mastro mais alto dos nossos navios, a Bandeira Nacional é também uma afirmação de que aquele navio é um pedaço do território brasileiro”.