Missão

O CEFAN tem o propósito de apoiar a elaboração, condução e divulgação da Política de Educação Física e Desportos para a Marinha do Brasil emanadas pelo CGCFN, bem como apoiar o treinamento dos atletas de alto rendimento e dos projetos sociais e de base do Programa Olímpico da Marinha (PROLIM), visando especialmente aos Jogos Mundiais Militares e às Olimpíadas, as OM da MB e, de acordo com a disponibilidade das suas instalações, outras instituições (militares e civis), por meio de parcerias, nas atividades de educação física e de desportos.
Para a consecução do seu propósito, cabem ao CEFAN as seguintes tarefas:
I - atuar como Organização Militar Orientadora Técnica (OMOT) no que concerne às atividades de educação física e desporto na MB;
II - atuar como OMOT no que concerne às atividades de ensino e cursos na área de educação física;
III - selecionar, preparar e assessorar a distribuição de recursos humanos necessários às atividades de educação física;
IV - assessorar as OM na aquisição de equipamentos e materiais necessários às atividades de educação física na MB;
V - conduzir a Formação Militar Naval dos atletas de alto rendimento do PROLIM;
VI - difundir a atividade física em todas as OM da MB como meio para manutenção da higidez física, da capacitação funcional militar, promoção da saúde e qualidade de vida, além do desenvolvimento de um maior espírito de corpo e confraternização entre militares e civis;
VII - ministrar as modalidades de cursos estabelecidos pelo Sistema de Ensino Naval (SEN) relativas à educação física e ao Treinamento Físico Militar (TFM) de acordo com o Plano Geral de Instrução (PGI);
VIII - assessorar a Comissão de Desportos da Marinha (CDM) na indicação de pessoal especializado em educação física e do pessoal em condições de ser convocado para as equipes representativas da MB e arbitragens;
IX - apoiar a CDM na execução de eventos desportivos;
X - realizar pesquisa científica básica ou aplicada de caráter científico ou tecnológico, visando a melhora do desempenho humano, esportivo e operativo dos militares da MB;
XI - propor níveis adequados para o TAF do pessoal militar, a serem incluídos nas Normas que regulamentam a atividade de Educação Física na MB;
XII - propor níveis adequados para o Teste de Suficiência Física (TSF) para os diferentes processos de admissão, recrutamento e seleção de pessoal da MB, constantes nas Normas acima citadas e nos respectivos Editais de Convocação;
XIII - propor ao CGCFN a atualização das Normas supramencionadas;
XIV - supervisionar o TAF do pessoal militar e o TSF para os diferentes processos de admissão, recrutamento e seleção de pessoal da MB;
XV - prestar apoio nutricional, psicológico e social aos atletas da MB e, de acordo com a disponibilidade, aos demais militares;
XVI - promover a reabilitação físico funcional dos atletas da MB e, de acordo com a disponibilidade, atender aos demais militares da ativa, reserva e seus dependentes; e
XVII - hospedar atletas da MB e, de acordo com as possibilidades e mediante convênios, atletas de outras Forças e Instituições Civis.
Em situação de Mobilização, Conflito, Estado de Defesa, Estado de Sítio, Intervenção Federal e em Regimes Especiais, cabe ao CEFAN executar tarefas concernentes à mobilização e à desmobilização que lhe forem atribuídas pelas Normas e Diretrizes referentes à Mobilização Marítima e as emanadas pelo Comandante-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais (ComGerCFN).