Fuzileiros navais empregam cães de guerra em adestramento ribeirinho e ações de segurança orgânica na região do 6° distrito naval

De 23 de maio a 06 de junho, o Grupamento de Fuzileiros Navais de Ladário (GptFNLa), com apoio da Companhia de Polícia (CiaPol), Unidade subordinada ao Comando da Tropa de Reforço (TrpRef), realizou adestramento ribeirinho e incremento nas ações de segurança orgânica na região do 6° Distrito Naval, empregando uma Equipe de Cães de Faro da CiaPol, com a presença de um efetivo de 02 militares e 02 cães da raça Pastor-Belga Malinois. A equipe utilizou meio de trasporte aéreo comercial, onde os cães foram embarcados utilizando as caixas de transporte convencionais e desacompanhados de seus adestradores. Tal ação serviu como laboratório para que fossem colhidos subsídios para analisar o comportamento dos cães, o nível de estresse a que foram submetidos após várias horas de viagem e, até que ponto, isso afetaria o rendimento das atividades de faro. Durante os 14 dias de missão, a Equipe de Cães de Faro contribuiu com a segurança orgânica, realizando atividades a bordo dos navios e das organizações militares de terra na região de Corumbá e Ladário, além de realizarem desembarque ribeirinho, a partir das Embarcações de Transporte de Tropa (ETT), orgânica do GptFNLa. Neste período a Equipe de Cães de Faro utilizou as instalações do GptFNLa, o que proporcionou, também, troca de experiências em assuntos de cinotecnia entre os militares envolvidos na missão, visando a expertise na operação e administração do futuro canil do GptFNLa.