Comando do 6º Distrito Naval realiza dois resgates no Pantanal em menos de uma semana

Homem de 42 anos apresentava suspeita de pancreatite aguda

Homem de 42 anos apresentava suspeita de pancreatite aguda

 

 

 

    Em menos de uma semana, a Marinha do Brasil realizou dois resgates no Pantanal sul-mato-grossense. No final da tarde de ontem (24), o Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN), após solicitação de apoio do Corpo de Bombeiros, transportou um homem de 42 anos, da Escola Sebastião Rolon, no Porto Sairu, a cerca de 90 km de Corumbá-MS, até o Complexo Naval de Ladário.

    De acordo com as informações do solicitante, o homem apresentava suspeita de pancreatite aguda. O outro transporte, realizado na última sexta-feira (19), foi de um homem de 35 anos, na região da Nhecolândia, com suspeita de fratura dos arcos costais e relato de fortes dores. Ambos os resgates foram feitos com o auxílio de aeronave do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Oeste (EsqdHU-61), organização militar subordinada ao Com6ºDN, e os deslocamentos contaram com um médico do Hospital Naval de Ladário (HNLa). Na chegada ao heliponto do EsqdHU-61, uma ambulância do Corpo de Bombeiros seguiu com os pacientes para a Santa Casa de Corumbá.

    A Marinha do Brasil esclarece que o resgate de vítimas, feito por meio de Evacuação Aeromédica (EVAM), empregando helicópteros do Com6ºDN, é uma ação de cooperação com o Corpo de Bombeiros e sua realização ocorre eventualmente em locais onde o acesso é difícil ou inviável via terrestre e em caso de comprovada emergência. O voo depende, ainda, de diversos fatores, como condições meteorológicas, utilização da aeronave em período diurno, distância, entre outros.