Marinha do Brasil apoia projeto ambiental “Amigos da Natureza” na região do Araguaia

Foram soltas, no dia 7, cinco mil filhotes de tartarugas às margens do rio Araguaia

Foram soltas, no dia 7, cinco mil filhotes de tartarugas às margens do rio Araguaia

 

 

A Agência Fluvial de São Félix do Araguaia (AgSFAraguaia), subordinada ao Comando do 6° Distrito Naval, contribuiu com a 4ª edição do projeto ambiental “Amigos da Natureza” em São Félix do Araguaia. Este projeto é desenvolvido em municípios da região Araguaia desde 2005 com o principal objetivo de repovoamento e perpetuação da espécie tartaruga-da-amazônia na região do Araguaia.

O “Amigos da Natureza” é desenvolvido em parceria com diversos órgãos públicos e privados. Nesta edição, foram soltas, no dia 7 de dezembro, cinco mil filhotes de tartarugas às margens do Rio Araguaia e em alguns lagos próximos ao centro de São Félix do Araguaia. A AgSFAraguaia contribuiu com militares e embarcações, tanto na coleta dos ovos, quanto na soltura dos filhotes. Nas quatro edições do projeto promovidas neste município, aproximadamente trinta mil filhotes de tartarugas já foram integrados à natureza.

O biólogo e voluntário do projeto Francisco Assis Ribeiro Sousa explicou que "na natureza, o índice de sobrevivência gira em torno de 2%, considerando que a soltura desses filhotes ao rio é realizada com 30 dias de nascimento,numa fase em que os mesmos já estão bem mais ativos e em local onde os mesmos encontram esconderijo e alimentos, então o índice de sobrevivência chega a ultrapassar os 60%, ou seja, em um ano fazemos o que a natureza levaria trinta”.

No entanto, ainda de acordo com o biólogo Francisco, “baseado no alto grau de predação que a espécie sofre por parte dos humanos, precisamos aumentar os nossos esforços em todos os aspectos: repovoamento, sensibilização da população e, até mesmo, repreensão, a fim de evitar que a espécie não entre em um possível risco de extinção em nossa região. Assim, a participação da Marinha do Brasil é muito importante em virtude do trabalho que desenvolve na região e a credibilidade que goza junto a sociedade, contribuindo para o desenvolvimento da conscientização ambiental, especialmente entre as crianças e jovens”, finalizou.