Comando do 5º Distrito Naval tem novo Comandante

    No dia 29 de novembro, em Rio Grande, foi realizada a cerimônia de transmissão do cargo de Comandante do 5º Distrito Naval, respeitando as medidas de prevenção ao Coronavírus. Após um ano e oito meses, o Vice-Almirante Henrique Renato Baptista de Souza transmitiu o cargo ao Vice-Almirante Sílvio Luís dos Santos. A cerimônia foi presidida pelo Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Alipio Jorge Rodrigues da Silva, e contou com a presença do Ministro do Superior Tribunal Militar, Almirante de Esquadra Leonardo Puntel, do Comandante de Operações Navais nomeado, Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen, e demais autoridades.
     Entre os principais cargos e comissões do Vice-Almirante Sílvio Luís dos Santos estão: Comandante do Navio-Patrulha Fluvial “Pedro Teixeira”, Comissão do Comando da Flotilha do Amazonas, Comando de Operações Navais, Chefe do Estado-Maior do Comando do 9º Distrito Naval, Estado-Maior da Armada, Comandante do Navio Veleiro Cisne Branco, Escola Superior de Guerra, Assessor-Chefe da Diretoria-Geral do Material da Marinha, Vice-Diretor do Colégio Interamericano de Defesa e Diretor da Escola de Guerra Naval.
     Em suas primeiras palavras como novo Comandante do Com5ºDN, o Vice-Almirante Sílvio Luís destacou: “Passados quarenta anos servindo à Marinha do Brasil e a bordo das mais diversas Organizações Militares, chego hoje a este momento sublime de minha carreira ao assumir o Comando do 5º Distrito Naval, que tem área de jurisdição compreendida entre estados de inequívocas importâncias histórica, econômica, política e estratégica para o nosso País, o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, bem como é sediado nesta aprazível cidade de Rio Grande, terra natal do nosso maior herói e patrono de nossa Marinha, o Almirante Joaquim Marques Lisboa, o Marquês de Tamandaré”.
     O Com5ºDN tem a missão de aprestar e empregar as Forças Navais, Aeronavais e de Fuzileiros Navais subordinadas, a fim de contribuir para a defesa da Pátria nos Estados de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.
     Atualmente, o comando é constituído por uma força de trabalho de cerca de 2.745 marinheiros, fuzileiros e servidores civis, homens e mulheres, distribuídos em suas 22 organizações militares subordinadas, sendo responsável por contribuir para o cumprimento das mais variadas tarefas de responsabilidade da Marinha na região sul, que abrange uma área terrestre de 377 mil km², incluindo fronteiras com dois países, uma área marítima de socorro e salvamento de 790 mil km², um extenso litoral de 1.153km, além de milhares de milhas de rios navegáveis e lagoas, que abarcam importantes portos do cenário nacional e do mercado comum do sul, o Mercosul.

Fotonew: