Professores do Colégio Naval visitam a Antártica

Seguindo a política da Marinha de valorização e motivação do corpo docente do Sistema de Ensino Naval, dois professores do Colégio Naval (CN) visitaram a Antártica, durante a 35ª “Operação Antártica” (OPERANTAR XXXV). Mauro José dos Santos Flora, coordenador de matemática, e Ivan Ronaldo de Almeida Pessanha, coordenador de geografia, passaram por processo de seleção interna do CN e no dia 19 de novembro embarcaram no voo de apoio da Força Aérea Brasileira rumo ao continente gelado.

Para o Professor Mauro, docente do CN há 31 anos, a viagem foi uma oportunidade de reencontrar ex-alunos e realimentar a crença no papel da docência junto ao Corpo de Alunos. “Por meio de vivências como essa é que me sinto apto e motivado a estimular esses jovens recém-embarcados na Marinha. Se todos os ofícios têm seus ossos, claro está que os ossos da carreira naval transformam meninos e jovens em homens de fibra e de honra, como os que tive a alegria reencontrar, já como Oficiais, na Antártica”.

Solo, clima e temperatura foram os aspectos que mais chamaram a atenção do professor Ivan, há 22 anos no Colégio. “Poder repassar aos alunos o que vi e vivi na Antártica com certeza agregará valor às aulas e contribuirá para aumentar a motivação dos futuros Aspirantes da Escola Naval. Foi uma experiência única; um prêmio”.

A OPERANTAR é organizada pela Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar e seu propósito é apoiar as atividades relacionadas ao Programa Antártico Brasileiro, além de abastecer a Estação Antártica Comandante Ferraz.

Professores Mauro e Ivan

Professor Mauro e o CF José Paulo, seu ex-aluno do CN