Lema COpPazNav

Verson in English: 

Versión en español: 

 

 

   O mote PACIS NAUTAE foi criado no 1º semestre do ano de 2015, por ocasião do 9º Contingente brasileiro da Força-Tarefa Marítima (FTM) da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL), primeira e única Missão de Paz da Organização das Nações Unidas (ONU) a contar com uma Força Naval.

   A FTM-UNIFIL atua em estreita cooperação com as autoridades libanesas para coibir a entrada pelo mar de armamento ilegal no Líbano e para o desenvolvimento das capacidades operacionais da marinha libanesa. Sua atuação se dá em um ambiente operacional de extrema sensibilidade e importância para a estabilidade na região do Oriente Médio.

Tendo em vista a composição da FTM-UNIFIL por navios e tripulações de seis nações (Alemanha, Bangladesh, Brasil, Grécia, Indonésia e Turquia), com histórico de disputas territoriais entre si, além das diferenças linguísticas, culturais e de procedimentos, vislumbrou-se a necessidade de desenvolver um fator extra de união, para a sedimentação de um “espírito de corpo” que amalgamasse a comunidade marinheira inserida num ambiente tradicionalmente guarnecido por mentalidade e tropas terrestres, como é o da ONU.

   O papel dos Mantenedores da Paz (Peacekeepers) se refere a atividades para a criação de um ambiente favorável a uma paz duradoura. Tais “soldados da paz”, também conhecidos como “boinas azuis” incluem, homens e mulheres, militares das forças armadas e policiais, bem como por civis contratados. Desde a criação da FTM-UNIFIL em 2006, passaram a fazer parte desse seleto grupo, tripulações de “soldados marinheiros” embarcados em navios patrulhas, corvetas e fragatas.

   Muito embora o Latim não esteja incluído na lista dos idiomas falados no âmbito da ONU, por ser uma língua universal, foi escolhida para designar os termos do mote da FTM-UNIFIL, por seu caráter imutável e, por que não dizer, sagrado.

   Assim, entendendo que a principal tarefa da FTM-UNIFIL é assegurar o uso pacífico do mar, por onde trafega quase a totalidade do comércio que garante a vida e a paz no Líbano, garantido pelo labor diuturno de “homens e mulheres do mar”, escolheu-se o termo PACIS NAUTAE que traduzido para o português significa:

 

MARINHEIROS DA PAZ!