Caderno de Ciências Navais

Caderno Atual: 2019




Apresentação

O Caderno de Ciências Navais é uma publicação anual, vinculada à Escola de Guerra Naval, que visa reunir os trabalhos selecionados dos corpos docente e discente, bem como seminários e palestras relativas à temática de ciências navais.

É um periódico especializado em altos estudos militares, que tem o propósito de disseminar pesquisas de interesse das forças armadas, em especial da Marinha do Brasil. Todos os artigos para publicação estão condicionados ao processo de avaliação por pares e à aprovação dos membros do Conselho Editorial.

Os artigos publicados pelo Caderno de Ciências Navais são de exclusiva responsabilidade de seus autores, não expressando, necessariamente, o pensamento da Escola de Guerra Naval nem o da Marinha do Brasil.

Periodicidade

Publicação anual.

Política e Linha Editorial

O Caderno de Ciências Navais é um periódico anual especializado em Altos Estudos Militares, que tem o propósito de disseminar as pesquisas científicas produzidas, prioritariamente, no campo das Ciências Navais, promovendo o registro e identidade dessa produção e contribuindo para a construção de um pensamento autóctone em matéria de Defesa.

Avaliação (Processo de Avaliação Pelos Pares)

Os artigos submetidos passam por um processo de avaliação por pares - método Double Blind Review - onde cada item é avaliado por dois especialistas da área com alto grau acadêmico. Para este sistema, os arquivos são avaliados sem identificação de autoria. Além disso, os artigos submetidos passam por uma avaliação que ocorre em duas etapas.

A primeira etapa: consiste em uma avaliação preliminar do Editor Chefe em conjunto com um membro do Editorial Científico, sempre que necessário o juiz Editor Chefe, que avalia a adequação do trabalho de acordo com a linha editorial, sua adequação ao escopo, e se parece com contribuição e originalidade do texto. Somente as obras consideradas pelos editores e diretores como relevantes para a comunidade e, em particular, para o leitor regular, passarão para as demais etapas de avaliação.

Acesso Aberto

O Caderno de Ciências Navais fornece acesso aberto imediato ao seu conteúdo, com base no princípio de que tornar a pesquisa disponível gratuitamente ao público, apoia uma maior troca global de conhecimento.

Politica de Taxas

O Caderno de Ciências Navais fornece acesso aberto imediato ao seu conteúdo, com base no princípio de que tornar a pesquisa disponível gratuitamente ao público, apoia uma maior troca global de conhecimento.

Politica Anti-Plágio

Os artigos submetidos, serão verificados quanto à originalidade a partir das ferramentas para detecção de plágio definidas pela publicação "Normas sobre Plágio nos Trabalhos Acadêmicos dos Cursos da MB – DEnsM-1004", antes de passar pela avaliação pelos pares.

Normas para Publicação

O principal critério para a priorização de publicação é a aderência a linha editorial do periódico.

Os artigos publicados pelo Caderno de Ciências Navais são de exclusiva responsabilidade de seus autores, não expressando, necessariamente, o pensamento da Escola de Guerra Naval nem o da Marinha do Brasil.

  1. SUBMISSÕES DE ARTIGOS E COMPOSIÇÃO
  2. O Caderno só aceitará submissões de trabalhos inéditos relacionados a assuntos de Altos Estudos Militares, com ênfase nas áreas das Ciências Navais e outras correlacionadas, não sendo permitida a sua apresentação simultânea em outro periódico.

    Entende-se como um artigo original e inédito um texto completo que nunca foi publicado e divulgado em papel e/ou em formato digital em qualquer evento (congresso, simpósio, reunião, encontro, etc.). Caso o artigo tenha sido disponibilizado e divulgado para acesso geral não é mais original ou inédito para efeito de publicação.

    Para artigos com autoria múltipla, é necessário informar a ordem de apresentação dos autores, obedecendo o constante no item declaração de responsabilidade abaixo, e declaração de cada um autorizando a publicação.

    Na fase final do processo de seleção dos artigos, serão priorizados os artigos de autoria de Doutores ou co-autoria com Mestres e Doutores. Artigos de graduandos não serão admitidos no processo de seleção do Caderno.

    Os artigos, que cumprirem as normas acima, passarão por um processo de avaliação por pares, sem que os revisores tenham acesso ao nome do autor (blind peer review). Ao fim deste processo, o autor será notificado via e-mail de que seu artigo foi aceito (ou não) e que aguardará a primeira oportunidade de impressão.

    O Caderno de Ciências Navais reserva o direito de efetuar nos originais alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores.

    Os trabalhos em português, inglês, francês ou espanhol até 25.000 palavras devem ser submetidos por intermédio do site da Revista: http://revista.egn.mar.mil.br, conforme as instruções.

    O arquivo contendo o artigo, no formato word, não deverá conter qualquer identificação ou referência sobre o autor.

    Por norma de segurança, outro arquivo do artigo identificado contendo a qualificação e vinculação do autor, deverá também ser obrigatoriedade enviado para o e-mail: egn.revista@marinha.mil.br.

    Após o recebimento do artigo, será enviado um e-mail acusando o recebimento do mesmo e realizada uma avaliação preliminar com ênfase na forma e adequação à linha editorial, de modo a dar partida ao processo de seleção.

  3. INDICAÇÃO DE RESPONSABILIDADE
  4. No que se refere à indicação de responsabilidade pelo artigo, caso não seja a mesma de todos os autores, deve ser indicada logo abaixo do título ordenada segundo o critério abaixo:

    1 - Concepção e projeto ou análise e interpretação dos dados;

    2 - Redação do manuscrito ou;

    3 - Revisão crítica relevante do conteúdo intelectual. Com base nestes critérios, os proponentes deverão indicar, em nota de rodapé na página final do artigo, como ocorreu a participação de cada autor na elaboração do manuscrito.

  5. FORMA DE APRESENTAÇÃO DA AFILIAÇÃO
  6. A afiliação deve conter:

    1. Nome da instituição ao qual está vinculado o pesquisador (Programa/Universidade) - por extenso com abreviatura entre parênteses.
    2. Cidade e Estado da Federação (quando houver).
    3. País (por extenso e na grafia do idioma original). Exemplo: Professor do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais (PPGRI-UERJ), Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

  7. INDICAÇÃO DE FINANCIAMENTO DO ARTIGO
  8. CONFLITO DE INTERESSES

    A publicação segue as recomendações do Código de Boas Práticas Científicas da FAPESP de 2014, no que diz respeito aos conflitos de interesses:

    "3.4.1. Há conflito potencial de interesses nas situações em que a coexistência entre o interesse que deve ter o pesquisador de fazer avançar a ciência e interesses de outra natureza, ainda que legítimos, possa ser razoavelmente percebida, por ele próprio ou por outrem, como conflituosa e prejudicial à objetividade e imparcialidade de suas decisões científicas, mesmo independentemente de seu conhecimento e vontade.

    3.4.2. Nessas situações, o pesquisador deve ponderar, em função da natureza e gravidade do conflito, sua aptidão para tomar essas decisões e, eventualmente, deve abster-se de tomá-las.

    3.4.3. Nos casos em que o pesquisador esteja convencido de que um conflito potencial de interesses não prejudicará a objetividade e imparcialidade de suas decisões científicas, a existência do conflito deve ser clara e expressamente declarada a todas as partes interessadas nessas decisões, logo quando tomadas.”

    Fonte:FAPESP - Codigo de Boas Praticas Cientificas 2014

  9. DIRETRIZES ÉTICAS E BOAS PRÁTICAS NA PUBLICAÇÃO
  10. O Caderno de Ciências Navais adere integralmente às orientações sobre boas práticas para lidar com questões éticas na publicação de revistas científicas produzidas pelo COMMITTEE ON PUBLICATION ETHICS (COPE)

    , tais como: manter a integridade acadêmica; publicar errata quando necessário; certificar-se de que os artigos sejam revisados por pareceristas qualificados; prover accountability da revista. Maiores informações sobre as instruções de ética de publicação do COPE podem ser acessadas no site:publicationethics.org

  11. FORMATO DE APRESENTAÇÃO
  12. O Caderno de Ciências Navais adota as regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT):

    Artigo: NBR 6022 – Artigo em publicação periódica científica e impressa.

    Título e Resumo: em Português e Inglês (máximo de 200 palavras). Incluir, no mínimo, três palavras-chave por idioma.

    Identificação do autor: Nome completo dos autores na ordem em que deverá aparecer no texto, titulação, instituição, endereço postal e eletrônico.

    Citação: NBR 10520/2002 - Citações em documentos - Apresentação.

    Nas citações diretas, especificar no texto a(s), página(s), volume(s), tomo(s) ou seção(ões) da fonte consultada. No texto, até três linhas, essas citações devem estar contidas entre aspas duplas. As aspas simples são utilizadas para indicar citação no interior da citação.

    As citações diretas, no texto, com mais de três linhas, devem ser destacadas com recuo de 4cm da margem esquerda, com letra menor que a do texto utilizado e sem as aspas.

    Nas citações indiretas, a indicação da(s) página(s) consultada(s) é opcional.

    Referências: NBR 6023/2002 – Referências – Elaboração.

    Numeração de seções: não deverá haver numeração de seções.

    Referências: as referências podem vir ao longo do texto no formato completas por meio de notas de rodapé ou abreviadas pelo sistema autor-data. Ao fim do texto devem constar todas as referências utilizadas pelo autor em ordem alfabética e não numeradas.

    Tipologia: Times New Roman 12, espaço 1,5 e margens de 2,5 cm.

  13. PARA MAIORES DETALHES, CONSULTAR ABNT
  14. Figuras e gráficos: o uso de tabelas e figuras deverá se restringir ao mínimo necessário, podendo vir ao longo do texto. Solicita-se que as tabelas e figuras sejam enviadas em separado para efeitos de diagramação, as mesmas deverão estar digitalizadas em 300dpi e no formato JPG.

Autor Corporativo

Escola de Guerra Naval - Superintendência de Pesquisa e Pós-graduação, SPP

Avenida Pasteur, 480 – Praia Vermelha – Urca.

Rio de Janeiro – RJ

CEP: 22.290-255

e-mail: egn.revista@marinha.mil.br

Corpo Editorial

Adriano Lauro (EGN, RJ, Brasil)
Alceu Oliveira Castro Jungstedt (EGN, RJ, Brasil)
Chiara Leão Araújo de França Delgado de Freitas (EGN, RJ, Brasil)
Cláudio Marin Rodrigues (EGN, RJ, Brasil)
Cláudio Muniz Jobim (EGN, RJ, Brasil)
Leonardo Faria de Mattos (EGN, RJ, Brasil)
Luiz Carlos de Carvalho Roth (EGN, RJ, Brasil)
Nelson Ricardo Calmon Bahia (EGN, RJ, Brasil)
Ohara Barbosa Nagashima (EGN, RJ, Brasil)

Corpo Editorial

Adriano Lauro (EGN, RJ, Brasil)
Alceu Oliveira Castro Jungstedt (EGN, RJ, Brasil)
Chiara Leão Araújo de França Delgado de Freitas (EGN, RJ, Brasil)
Cláudio Marin Rodrigues (EGN, RJ, Brasil)
Cláudio Muniz Jobim (EGN, RJ, Brasil)
Leonardo Faria de Mattos (EGN, RJ, Brasil)
Luiz Carlos de Carvalho Roth (EGN, RJ, Brasil)
Nelson Ricardo Calmon Bahia (EGN, RJ, Brasil)
Ohara Barbosa Nagashima (EGN, RJ, Brasil)

Equipe Editorial

Presidente do Conselho Editorial
Contra-Almirante (Ref°) Reginaldo Gomes Garcia dos Reis

Editor
Capitão de Mar e Guerra (RM1) Walter Maurício Costa de Miranda

Editor Científico
Capitão de Fragata (RM1) Ohara Barbosa Nagashima

Editor Assistente
Capitão Tenente Bruno de Seixas Carvalho

Equipe Técnica

Revisor
Geraldo Bassani

Diagramação e Programação Visual
Allana Marcelle da Silva Monteiro
Beatriz Cardeal da Silva