Digitalização de Mapas para as Comemorações de 200 anos da Independência do Brasil

Biblioteca da Marinha digitaliza coleção de Mapas para as Comemorações dos 200 anos da Independência do Brasil

No período de 07 a 29 de junho de 2021, foi realizada a digitalização de mais de 180 imagens de mapas e atlas dos séculos XVI, XVIII e XIX que estão sob a guarda da Biblioteca da Marinha, Departamento subordinado à Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha. Entre as obras digitalizadas estão mapas manuscritos raros que representam o território Brasileiro, como a coleção de cartas aquareladas da região amazônica e obras da Sociedade Real Marítima Militar e Geográfica. Também foi digitalizado o Atlas Theatrum Orbis Terrarum de Abraham Ortelius de 1571, primeiro atlas impresso no mundo, com apenas quatro exemplares existentes.

A digitalização, patrocinada pela POUPEX, e com apoio do Departamento Cultural do Abrigo do Marinheiro (DCAMN), faz parte de um programa de atividades para as comemorações dos 200 anos da independência do Brasil, que contempla a exposição intitulada “A cartografia na Construção do Brasil Independente”, a ser inaugurada no segundo semestre de 2021, e um catálogo com as obras digitalizadas, com previsão de publicação em 2022.

A digitalização do acervo cartográfico feita em alta qualidade foi realizada utilizando conjuntos digitais fotográficos de alta resolução, com câmeras digitais específicas para captar imagens em grande formato, como no caso dos mapas raros e preciosos da Biblioteca da Marinha, seguindo padrões de imagens digitais utilizados pelos maiores órgãos de guarda de acervo do mundo.


Processo de digitalização na Divisão de Materiais Especiais da Biblioteca da Marinha, por empresa contratada especializada.



O projeto de digitalização possibilitará a exibição, pela primeira vez ao público, das diversas cartas e atlas que compõem o valioso e singular acervo da Biblioteca da Marinha, para alcançar os curiosos sobre o tema, especialistas e estudiosos da cartografia. A iniciativa contribui para a difusão e avanço nas pesquisas e conhecimentos sobre a temática, bem como sobre o rico acervo que exibe, além de colaborar para a preservação do material digitalizado.