Submarinos (Classe Riachuelo)

 

Função

O S40 cumprirá a tarefa de “negação do uso do mar ao inimigo” e poderá realizar operações de ataque, esclarecimento e especiais. Possui 72 metros de comprimento, com seis metros de diâmetro. Seu deslocamento é de 1.870 toneladas, com propulsão diesel-elétrica e poderá ser armado com torpedos, mísseis e minas. A tripulação é de até 41 militares e a autonomia de mais de 70 dias, com cota de operação além de 250 metros.

Meio Naval: S40 - "Riachuelo"

 

História

Incorporado em setembro de 2022, o Submarino "Riachuelo" (S40) foi o primeiro a ser entregue pelo Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB). O PROSUB é um programa do governo brasileiro que, por meio da Marinha do Brasil, permite a expansão da Força Naval e o desenvolvimento da indústria de defesa, contribuindo para a proteção do patrimônio natural e garantindo a soberania brasileira no mar.

Com o lançamento da Estratégia Nacional de Defesa de 2008, estabeleceu-se que o Brasil obtivesse uma "Força Naval de envergadura", incluindo submarinos também com propulsão nuclear. Naquele mesmo ano, foi firmado um acordo de transferência de tecnologia entre Brasil e França, marcando o início da viabilização da construção de quatro submarinos convencionais, sendo o S40 o primeiro desses submarinos. Como objeto precípuo, o PROSUB possui ainda o projeto e a construção do primeiro submarino brasileiro convencionalmente armado com propulsão nuclear.