Enfermeiros podem fazer parte da Marinha por meio de dois concursos

Enfermagem é uma profissão que representa dedicação, responsabilidade, amor, humanidade e outros atributos. Saiba que você, enfermeiro, pode desempenhar todas essas características aqui na Marinha do Brasil (MB) também, pois há duas portas de entrada para essa profissão: o Corpo de Saúde da Marinha – Quadro de Apoio à Saúde (CSM-S) que é de carreira e o Processo Seletivo para o Serviço Militar Voluntário para Oficiais (SMV-OF) que é temporário e os militares são conhecidos como RM2.

Conheça uma enfermeira da Marinha do Brasil

A Primeiro-Tenente Ingrid Vianna é enfermeira da Força há cinco anos e serve no Hospital Central da Marinha (HCM), situado no Rio de Janeiro. Ela conta como é a sua rotina.

 "Estou no HCM desde que terminei o curso de formação e atualmente estou no setor de Cardiologia, onde realizamos exames como Eletrocardiogramas, Teste Ergométrico e Mapa para Inspeção de Saúde. É um setor bem movimentado e estou muito realizada lá".

Ela ingressou pelo SMV e ficou sabendo do Processo Seletivo através da sua chefe quando ainda trabalhava no meio civil.

"Quando eu entrei, a seleção dos Oficiais  RM2 era somente por análise curricular e como eu já tinha 10 anos de formação e a pós graduação na época, foram somados muitos pontos no quesito de títulos", conta ela.

Ela ainda relembra como se sentiu ao saber que passou "Foi muito gratificante e eu fiquei bastante feliz. Não Imaginava que teria chance".

"A Marinha me proporciona conhecimentos e experiências únicas que eu não teria em qualquer outro lugar. Hoje me sinto muito realizada", celebra ela.

Saiba mais sobre o concurso do Corpo de Saúde da Marinha – Quadro de Apoio à Saúde

O enfermeiro que deseja ingressar na Marinha para ser de carreira faz o concurso do Corpo de Saúde da Marinha – Quadro de Apoio à Saúde. Esse concurso aceita homens e mulheres brasileiros natos com menos de 36 anos e que tenham a formação completa.

Os candidatos realizam prova de conhecimentos profissionais e redação e aos que passarem nessa etapa fazem parte dos Eventos Complementares: Verificação de Dados Biográficos, Inspeção de Saúde, Teste de Aptidão Física (corrida e natação), Prova de Títulos, Verificação de Documentos e Avaliação Psicológica.

Os aprovados no concurso fazem o Curso de Formação de Oficiais (CFO) durante 39 semanas no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), no estado do Rio de Janeiro. Ao final do curso o aluno é nomeado Primeiro-Tenente do Marinha do Brasil com rendimentos de cerca de R$ 11 mil, além de receber diversos benefícios como, alimentação no local, ajuda para aquisição de uniformes, instalações sociorrecreativas, assistência médico-hospitalar, entre outros.

Veja como é o Processo Seletivo para o Serviço Militar Voluntário de Oficiais

O Processo Seletivo é para militares temporários, ou seja, de ano em ano o vínculo entre a Força e os militares RM2 é renovado, podendo chegar a oito anos, sendo este o período máximo. Tanto homens como mulheres com mais de 18 e menos de 45 anos, no dia 1° de janeiro do ano da incorporação, e que tenham o ensino superior completo podem se inscrever.

Os candidatos fazem prova de língua portuguesa e formação militar naval e os aprovados realizam os Eventos Complementares, englobando Verificação de Dados Biográficos, Inspeção de Saúde, Prova de Títulos, Verificação Documental.

Aqueles que forem aprovados fazem o Curso de Formação de Oficiais (CFO) no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), no estado do Rio de Janeiro. Ao final, o aluno é nomeado Primeiro-Tenente da Marinha do Brasil com rendimentos de cerca de R$ 11 mil, além de receber diversos benefícios.

A Tenente Ingrid ainda incentiva os enfermeiros que desejam ser da Marinha também, "Se esse é o seu sonho então se esforce e acredite. Não importa a quantidade de vagas, mas sim a sua dedicação".